Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

20/12/2013

Tipos de varejos de moda: diferentes modalidades de comércio

2 min

Por Eduardo Vilas Bôas
Professor de Moda do Senac SP

No post anterior – Varejo de moda: as diferentes modalidades de comércio – foram abordados alguns dos tipos de varejo de moda. Neste post, serão tratados as demais modalidades e como elas se apresentam aos consumidores.

Catálogos: esses são tipos de varejos de moda que se destacam pela comercialização feita por meio de catálogos. Essa modalidade virou realidade no Brasil a partir de 1994, devido a estabilidade econômica no país. Com o envio dos catálogos por correio é possível atingir 90% das casas, tornando essa prática bastante acessível aos consumidores.

Varejo eletrônico: dá ao consumidor a conveniência de realizar as compras com o uso de um computador ou canais de venda na televisão, que permitem a rápida atualização, diferentemente dos catálogos impressos. Esta modalidade permite que o usuário faça as compras que deseja dentro da própria casa. No varejo eletrônico existem duas categorias principais: canais de compra via TV e catálogos da Web.

Boutique: em geral, possuem pequenas dimensões e são especializadas na venda de artigos finos, roupas, joias de baixo valor, entre outros, muitas vezes de confecção própria, especial ou de importados.

 

 

Existem diferentes tipos de varejo de moda nos quais os produtos fashion podem ser comercializados/ Reprodução

Mercado Livre: é o lugar onde as pessoas tradicionalmente esperam encontrar barganhas. As peças de moda vendidas são similares as das lojas de desconto, embora também tenham características alternativas e ligadas ao universo underground. Esses espaços são usados também para a apresentação de novos talentos e novas ideias nas áreas das artes, música, moda e comportamento.

Os mercados livres têm o objetivo de facilitar a exposição e comercialização das obras de jovens criadores e estudantes de moda que querem capitalizar seus talentos e testar o público-alvo. Na Europa, são conhecidos como “Mercados de Pulgas” e, no Brasil, os dois eventos mais importantes foram o “Mercado Mundo Mix” e o “Mambo Bazar”.

Maisons: esse tipo de varejo admite duas classificações. Na primeira, maisons são as casas que produzem Alta Costura e que estão situadas no famoso triângulo de avenidas próximas ao Arco do Triunfo em Paris, além de atenderem, naturalmente, todos os requisitos da Câmara Sindical de Alta Costura. No segundo, mais abrangente uma vez que as maisons de Alta Costura estão em extinção, adota-se como conceito as lojas que se utilizam de mansões localizadas em bairros nobres das grandes capitais que se destinam a venda de produtos importados das grandes grifes mundiais.

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

Editorial de Primavera 2021 da grife Stella McCartney, marca de eco fashion

22/04/2021

O que é eco fashion? Saiba mais sobre este conceito da moda sustentável

Escrito por Audaces

Modelo da grife Versace usando lenço na cabeça em backstage de desfile.

19/04/2021

Como usar lenço: 5 inspirações para aplicar a peça ao seu estilo

Escrito por Audaces

empoderamento-feminino-no-mundo-da-moda

24/03/2021

Empoderamento feminino no mundo da moda

Escrito por Audaces