Saiba o que é o tecido tule e quais são seus principais tipos9 min read

Sumário:

Resumo:

  • O tecido de tule é reconhecido mundialmente por fazer parte de roupas para bailarinas e noivas;
  • Existem diversos tipos de tules e, com eles, uma infinidade de peças que podem ser desenvolvidas;
  • Teste o caimento do tecido com modelagem em ambiente 3D de forma grátis, com a multissolução Audaces360!

Quer economizar tempo? Dê play e ouça nosso conteúdo agora!

Pare por um momento e pense: qual a imagem que lhe vem à cabeça quando o assunto é tecido tule? Se você logo pensou na figura de uma bailarina ou de uma noiva, não foi pura coincidência.

A popularização do uso do tule se deu a partir da aparição pública de duas mulheres famosas: a Rainha Vitória, em seu casamento; e a bailarina italiana Marie Taglioni, que revolucionaria o ballet clássico vestindo justamente este tecido.

Ficou curioso para saber mais sobre a história e as aplicações desse tipo de tecido, além de entender como ele se aplica na sua coleção?

Continue a leitura!

O que é tecido tule e para que serve?

O tule é um tecido leve, composto por fios de seda, algodão ou materiais sintéticos (como o nylon), sendo eles bastante finos e delicados.

É um tecido que possui certa elasticidade e, dependendo de sua resistência, permite bordados.

O tecido tule é muito usado em trajes de festa, de noivas e de balé, mas sua aplicação na moda é diversa.

Leia mais: Saiba como utilizar tecidos tecnológicos na sua coleção de moda

A história por trás do tecido tule

Há registros de tecidos com efeitos similares ao do tule desde o Antigo Egito e a Grécia Antiga, mas o seu surgimento oficial data do século XVIII, na cidade francesa de Tulle, quando ainda era feito à mão.

Inicialmente, o tule era feito de seda, algodão ou lã, confeccionado em uma rede que formava pequenas colmeias.

Apesar de sua origem francesa, foi com a criação de maquinários na Inglaterra que a produção do tule se popularizou. O objetivo com o tear de tule era imitar rendas; por isso, o tecido ganhava bordados.

Mas foi com a invenção do tear de bobina, em 1808, que o tule como conhecemos hoje se tornou possível. A revolução na produção do tule de bobina também permitiu que este tecido se tornasse mais acessível, com o uso de fios sintéticos.

O tule, que até então era usado em acabamento de chapéus, saias e bolsas de mão, passou a ser protagonista em vestidos de noiva e de festa, principalmente nos séculos XIX e XX.

Uso por bailarinas e noivas

Quando Marie Taglioni apareceu no palco como uma sílfide, um ser da floresta que desperta o amor de um camponês no balé La Sylphide, a plateia testemunhou, sem saber, dois marcos importantes: a sapatilha de ponta e o tutu romântico seriam usados ali pela primeira vez, em 1832.

À primeira vista escandaloso, por mostrar os pés e parte das pernas da bailarina, a saia usada por Marie precisava ser mais curta que o habitual. Isso para mostrar os movimentos perfeitos dos pés em ponta, além de ser esvoaçante e dar a ideia de uma leveza celestial.

Por isso, o tecido escolhido para a saia foi o tule, dando origem ao tutu romântico. Desde então, outros tutus de bailarina surgiram, também feitos do mesmo tecido e em combinação com outros materiais.

Alguns anos mais tarde, o tule se tornaria um tecido ainda mais popular e desejável, dessa vez nos trajes de noiva. O motivo disso é que a Rainha Vitória, do Reino Unido, casou-se com um vestido branco feito nesse material – algo nada comum para a época.

Mas como a rainha era referência de elegância e costumes, o branco virou tradição, assim como a leveza e a transparência do tule, que passou a ser usado em vestidos de casamento de lá para cá.

Leia mais: Saiba tudo sobre o tecido cetim e como utilizá-lo na sua confecção

Quais são as características desse tipo de tecido?

Há várias opções de uso para o tule e, por isso, são igualmente diversos seus tipos e características.

Confira os principiais e saiba como usá-los a favor da sua confecção:

Tule ilusão

É um tule super leve, de fios finos e bastante transparente. Tem um efeito iluminado capaz de captar luz, revelando um brilho lindo.

Também é a melhor opção de tule para segunda pele em decotes e outros recortes em roupas.

Tule francês

Um pouco menos iluminado, o tule francês permite dar volume à peça com várias camadas, sem perder a leveza. O tule feito de seda francesa é bastante macio; por isso, é um dos mais usados para véus de noivas.

Tule americano

Conhecido também como tule inglês, esta variação do tecido é similar ao tule ilusão, mas possui um pouco mais de resistência, permitindo bordados.

Microtule

Com pequenos furinhos, o microtule é feito de material sintético e usado tanto em roupas femininas quanto em mosquiteiros.

Tule de seda

Confere maciez e leveza incomparáveis. É um dos tules mais requintados, usado principalmente em trajes de noivas. Entre os tules de seda, há versões de diferentes nacionalidades, como a italiana e a francesa.

Tule sintético

Antes feito apenas de seda ou algodão, hoje o tule é encontrado também em versões sintéticas, a partir de materiais como nylon, poliamida, rayon (seda artificial) e acetato. São opções mais baratas, mas igualmente bonitas e elegantes.

Leia mais: Confira 3 dicas infalíveis para montar o seu mix de produtos de moda.

Como usar o tecido tule na sua coleção de moda?

Além dos tutus de bailarina e dos vestidos de noiva, o tule está presente em vestidos de festa, dando efeito esvoaçante às saias ou estando presente em detalhes como mangas, babados, segundas peles e anáguas.

O tule também é usado com frequência em lingeries por passar a ideia de transparência e sensualidade. Essas mesmas características são buscadas em roupas para produções mais estilosas, tanto para o dia quanto para a noite. Normalmente, o tule é usado nessas peças em mangas bufantes e saias midi.

Da mesma forma que aconteceu com tecidos como o lurex, o que antes era visto como sofisticado demais para o dia a dia, agora é super bem-vindo ao look casual.

Por trazer um ar de delicadeza, o tule é, muitas vezes, combinado com peças mais pesadas, como jaquetas de couro, tênis, jeans e meias arrastão, uma herança subversiva do punk e do movimento do feminismo.

Prova disso foi a estreia de Maria Grazia Chiuri, a primeira mulher no comando da direção criativa da Dior, em 2016. Chiuri trouxe os contrastes entre papéis de gênero, mesclando tule e peças esportivas, além de camisetas com frases de empoderamento feminino.

Leia mais: Saiba como produzir um editorial de moda com as peças da sua coleção

Crie suas peças e preveja o caimento do tecido com Audaces

Crie suas peças e preveja o caimento do tecido com Audaces

O tecido tule, assim como os demais, pede um teste de caimento. Este teste é necessário para ter mais precisão sobre o desenvolvimento das peças. Dessa forma, o estilista pode planejar e iniciar a execução da coleção seguindo a expectativa inicial.

Hoje, já existem softwares que ajudam a sua confecção de forma 100% digital, com mais assertividade, rapidez e economia.

Saiba como funciona cada um deles:

Audaces Fashion Studio

Um software que permite criar modelos em ambiente tridimensional, otimizando tempo no desenvolvimento de esboço. Além disso, o Audaces Fashion Studio ainda integra as etapas de criação e produção do seu negócio de moda.

Com o Audaces Fashion Studio, você:

  • Cria modelos tridimensionais sem precisar desenvolver a modelagem;
  • Visualiza seus próprios tecidos, cores e acabamentos em cada modelo;
  • Apresenta designs em 3D para que seu cliente aprove visualmente;
  • Evita desperdício de tempo, dinheiro e material;
  • Aprova as variantes dos modelos;
  • Integra suas operações em tempo real com editores de estampas;
  • E muito mais!

Audaces Idea

Para quem deseja trazer mais agilidade e melhorar a comunicação na hora da criação, o Audaces Idea é o software ideal.

A ferramenta padroniza e traz precisão para os processos. Com ela, você pode visualizar a coleção em 360º, além de testar modelos, estimar os custos e integrar o desenvolvimento do desenho técnico com a ficha técnica.

Audaces 3D

Prazos apertados, problemas nas criações e retrabalho na hora de fazer suas peças? O Audaces 3D é o próximo aliado da sua empresa para acabar com as falhas na produção.

O Audaces 3D é usado por modelistas e profissionais de desenvolvimento técnico, ajudando a:

  • Aprovar desenhos e modelagem;
  • Confirmar fit e vestibilidade da peça;
  • Aprovar primeiro protótipo de forma digital;
  • Diminuir peças pilotos;
  • Economizar tempo e custos da prototipagem;
  • Gerar processos mais sustentáveis;
  • Renderizar imagens para Marketing e Vendas;
  • Possibilitar um verdadeiro provador online.

Conclusão

O tule é um tecido cheio de história e significado, com aplicação de diversas formas na moda.

Gostou de saber mais sobre ele e quer aprender sobre outros tipos de tecido de A a Z? Então, não deixe de conferir nosso e-book. Baixe gratuitamente agora:

FAQ

O que é tecido tule e para que serve?

Tule é um tecido leve, que possui certa elasticidade. É muito usado em trajes de festa, de noivas e de balé, mas sua aplicação na moda é diversa.

Quais os tipos de tecido tule?

Tule ilusão, francês, americano, microtule, de seda e sintético.

Por que bailarinas utilizam tule na sua saia?

Elas precisavam de algo para mostrar os movimentos perfeitos dos pés em ponta, além de ser esvoaçante e dar a ideia de uma leveza celestial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou deste artigo? Compartilhe

Buscando por algo?
Pesquisar

Mais Recentes

como trabalhar com moda: mulheres em ambiente de trabalho fashion

Conheça as oportunidades de carreira na moda e saiba qual seguir

Criatividade, técnica e influência são essenciais para quem deseja saber como trabalhar com moda. Explore os bastidores deste universo!
Mulher crando desenhos rápidos de forma tecnológica

Por que fazer desenho rápido para suas coleções de moda?

Os desenhos rápidos de moda são essencial para inovação e eficiência na criação de coleções, adaptando-se às demandas do mercado. Saiba mais!
Peças de roupa em tons terrosos

Como tons terrosos têm se tornado destaque entre coleções de moda?

Da elegância atemporal à versatilidade vibrante, uma paleta que transcende estações e inspira criação. Saiba como usar os tons terrosos!

Tire suas dúvidas e saiba como ter a sua confecção de moda própria

6 cursos de modelagem que vão ajudar a melhorar seu desempenho

Confira a tabela de composição dos tecidos e conheça os mais utilizados

Conheça a multissolução Audaces360 e otimize a sua produção desde já!

Entenda o cenário atual e como se manter competitivo no mercado da moda

sobre o autor
Audaces
sobre o autor
Audaces

Artigos relacionados

como trabalhar com moda: mulheres em ambiente de trabalho fashion

Conheça as oportunidades de carreira na moda e saiba qual seguir

Criatividade, técnica e influência são essenciais para quem deseja saber como trabalhar com moda. Explore os bastidores deste universo!
Mulher crando desenhos rápidos de forma tecnológica

Por que fazer desenho rápido para suas coleções de moda?

Os desenhos rápidos de moda são essencial para inovação e eficiência na criação de coleções, adaptando-se às demandas do mercado. Saiba mais!
Peças de roupa em tons terrosos

Como tons terrosos têm se tornado destaque entre coleções de moda?

Da elegância atemporal à versatilidade vibrante, uma paleta que transcende estações e inspira criação. Saiba como usar os tons terrosos!