Conheça mais sobre o tecido crepe e suas aplicações na moda9 min read

Sumário:

Resumo:

  • O tecido crepe é leve e granulado. Ou seja, ele possui pequenas ondulações na sua tecelagem;
  • Dentro da vasta gama de tipos e nomenclaturas de crepes, há duas categorias principais: o crepe leve e o crepe encorpado;
  • Tenha assertividade e aprove protótipos de primeira, evitando desperdício de matéria-prima, com o Audaces360. Faça o teste grátis agora!

Quer economizar tempo? Dê play e ouça nosso conteúdo agora!

Trial 7 Dias Grátis

O tecido crepe é um dos mais usados na confecção de vestidos, seja para moda festa ou casual, por seu caimento perfeito e grande variação de texturas e espessuras.

Lisos ou estampados, existem vários tipos de crepe, como Bubble, Dior, Nuage, Lorraine e Pasquale, sendo produzidos com diferentes fibras e fios altamente torcidos, a exemplo da seda e da lã.

Para te ajudar a entender mais sobre esse tipo de tecido, preparamos um conteúdo completo com todas as informações que você precisa sobre o crepe. Saiba qual a sua composição, seus tipos, aplicações e muito mais!

Acompanhe a leitura.

O que é tecido crepe e para que serve?

O termo crepe vem do francês “crêpe“, que significa “crespo”.

Sendo um tecido granulado – isto é, com pequenas ondulações -, ele possui, simultaneamente, uma grande diversidade de texturas, dos mais crespos e irregulares até os mais lisos e uniformes.

Por sua grande variedade, é um excelente tecido para se trabalhar tanto na confecção de roupas simples ou mais rebuscadas, quanto na criação de peças de decoração, como cortinas e estofados.

O tecido crepe tem caimento fluido e leve, facilitando o trabalho e o manuseio na confecção, no corte e na costura das peças.

Leia mais: Saiba quais os processos envolvidos na criação de uma coleção de moda

O crepe e suas origens

O tecido crepe não tem uma origem definida, nem se sabe ao certo em que momento da história ele começou ser produzido, usado e comercializado. Isso porque, devido à facilidade que proporciona no processo de confecção, muitas culturas o incorporaram em seus trajes tradicionais.

Tradicionalmente, era usado por mulheres como símbolo de luto, mas essa tradição não se aplica mais.

A popularidade do crepe no ocidente começou no século XIX, quando uma companhia de tecidos chamada Courtaulds dominou a manufatura do tecido e começou a experimentar diferentes texturas para a sua tecelagem.

Além disso, como já dissemos, há tantas variações desse tecido que ele já não designa mais somente um tipo de fibra.

Leia mais: Fibras têxteis: tudo o que você precisa saber sobre o assunto – manual Audaces

Quais são as características desse tipo de tecido?

A técnica utilizada para a confecção do tecido crepe é relativamente simples. Chamada de hand twisting (torção manual, em tradução livre), esse método consiste em uma torção dos fios maior do que a de outros tecidos, como a viscose.

Além disso, alternando entre fiações “S” e “Z”, a tecelagem dos fios gera um efeito distintivo no tecido crepe. Essa é, inclusive, a característica que une todos os tipos de crepe: a trama dos fios.

Um fato curioso sobre o crepe é que, independentemente do tipo de fio usado – se natural ou sintético –, o entrelaçamento dos fios nesta técnica gera o mesmo resultado. Por isso, a imensa variedade de tecidos considerados “crepe”.

Após a tecelagem, o tecido pode passar por tratamentos e processos como o tingimento. Depois disso, está pronto ser usado em diversos produtos de moda.

Dentro desta vasta gama de tipos e nomenclaturas de crepes, há duas categorias principais: o crepe leve e o crepe encorpado.

Conheça as principais características de cada um deles, a seguir:

Crepe leve

tecido crepe tingido de lilás

Nesta categoria, estão os tecidos com caimentos fluidos, leves e mais delicados, como os tipos Bubble, que têm em sua textura pequenas bolinhas.

Eles são encontrados em versões foscas, com tons secos ou acetinados, como o crepe Bubble Satin, sendo ele mais sedoso que os demais.

Já o Nuage, apesar de ser bem mais leve, tem toques mais texturizados por possuir micro-fissuras, que lhe dão um aspecto mais estiloso e brilhante.

E finalmente, temos o crepe Lorraine, sendo uma versão sintética do tipo seda, que é absolutamente liso e possui um brilho discretamente acetinado.

Crepe encorpado

Esse tipo de tecido é bem encorpado e possui variações em suas tramas, como o poliéster, elastano e misturas de fios orgânicos e sintéticos. Podemos citar entre os principais tipos, o crepe Dior, Vogue, Pasquale e Valentino.

Tanto o Vogue como o Dior têm um preço um pouco mais valorizado, sendo avaliados no mercado têxtil como a categoria mais nobre dos tecidos sintéticos.

Ambos possuem maleabilidade e movimento, com opções tanto cintilantes quanto acetinadas, sendo mais sedosos e com uma gramatura que proporciona caimento impecável no corpo.

Já o crepe Valentino não possui brilho. Por isso, ele é mais fosco e texturizado do que os outros tecidos encorpados de sua categoria.

Leia mais: 9 tecidos com caimento perfeito para usar na sua coleção de moda

Como usar o tecido crepe na sua coleção de moda?

Dos diversos tipos de crepe, podem surgir diferentes peças em sua coleção de moda.

O crepe feito a partir da seda é ideal para peças de alta moda e que não precisam de muita elasticidade. Ele passa um ar de sofisticação e beleza ao look.

Já para calças, saias e vestidos, temos a opção de usar o crepe com algodão. Ele é um pouco mais quente que os demais, sendo melhor utilizado em peças de inverno.

Já o crepe sintético faz com que esse tecido possa ser mais popularizado, ao ser mais barato que os demais tipos dele. Porém, é importante focar na qualidade do tecido crepe sintético, pois ele pode comprometer as peças, caso seja ruim.

Como este tecido se faz presente em diversas peças, separamos alguns tipos de tecido crepe e como podem melhor utilizados na sua coleção. Conheça:

  • Crepe Bubble: ideal para vestidos e saias com movimento;
  • Crepe Dior: ideal para vestidos de festas;
  • Crepe Pasquale: ideal para modelo sereia, mais acinturado e solto nas pernas;
  • Crepe Vogue: Tem elastano, porém luxuoso, sendo ideal para peças de festas ou noite;
  • Crepe Nuage: ideal para peças que necessitem de movimento;
  • Crepe Valentino: este tecido é mais encorpado, bem texturizado com um leve brilho, o que faz ser ideal para quem deseja criar peças de festa;
  • Crepe Lorraine: ideal para blusas, saias e vestidos casuais;
  • Crepe Summer: tem muito movimento, o que lhe faz ser ideal para peças mais frescas;
  • Crepe alfaiataria: por ser mais firme, é ideal para peças como blazers e blusas.

Leia mais: Tipos de tecidos: Lista de A a Z

Crie suas peças e preveja o caimento do tecido com Audaces

Ciclo Audaces360

A tecnologia pode ajudar em diversas etapas da cadeia produtiva de moda. Por isso, existe uma solução completa que vale a pena conhecer!

Com a inovação presente no ecossistema Audaces360, você obtém economia de recursos, melhores resultados e otimização de tempo. Tudo isso de forma simples, rápida e integrada!

Audaces Fashion Studio

Com o Audaces Fashion Studio, você pode testar suas criações sem perda de tecido. Isso porque a ferramenta traz o melhor da tecnologia, além de permitir trabalhar em um ambiente tridimensional, sendo muito fácil de usar.

Desenvolvemos esse software para levar o processo de criação para o próximo nível! Nele, você pode realizar atividades como simulação de caimento, texturas e diferentes materiais, além de visualizar todos esses detalhes em avatares hiper realistas.

Audaces Idea

Para quem deseja agilidade na produção e melhor comunicação entre os setores de modelagem e criação, o Audaces Idea é o software ideal!

Sua tecnologia permite uma visão em 360º da sua coleção, além de testar modelos, estimar custos e integrar informações do desenho técnico e da ficha técnica.

Audaces 3D

Torne a sua produção mais ágil e eficaz! O Audaces 3D te ajuda a aprovar coleções de forma online, confirmar a vestibilidade de cada peça e diminuir a quantidade e os custos de peças piloto.

Gostou de saber mais sobre o tecido crepe? Entenda também sobre outros tipos de tecido que você pode usar na sua confecção, baixando nosso e-book gratuito agora:

FAQ

O que é tecido crepe?

É um tecido granulado – isto é, com pequenas ondulações -, ele possui, simultaneamente, uma grande diversidade de texturas, dos mais crespos e irregulares até os mais lisos e uniformes.

Qual a origem do tecido crepe?

O tecido crepe não tem uma origem definida, nem se sabe ao certo em que momento da história ele começou ser produzido. Devido à facilidade no processo de confecção, muitas culturas o incorporaram em seus trajes tradicionais.

Quais são as características desse tipo de tecido?

O tecido crepe tem caimento fluido e leve, facilitando o trabalho e o manuseio na confecção, no corte e na costura das peças.

3 respostas

  1. Estou pesquisando como cortar meu tecido de algodão enrugado gase do Nilo e da raiva as coisas que aparecem nas pesquisas

  2. Olá, estou em busca de um tecido para confeccionar roupa de segurança para manejo de abelhas. Gostaria de saber se o tecido ALBENE tem sempre a mesma características, no quesito segurança, ou se existe um específico com as características que procuro…. Precisa bloquear o ferrão da abelha e ser resistente para uso na natureza, evitando puxar fios quando toca em espinhos ou arame farpado.
    Gratidão desde já

    1. Olá, Alexandre! Alguns tecidos que podem bloquear o ferrão de abelha são: tecido de algodão encerado e tecidos com trama mais apertada para impedir a penetração do ferrão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou deste artigo? Compartilhe

Buscando por algo?
Pesquisar

Mais Recentes

Um guia completo de como funciona uma confecção de roupas

Existe um fascinante processo de como funciona uma confecção de roupas, desde a concepção inicial até a produção final. Entenda!
mullher entendendo como digitalizar moldes de roupa utilizando o audaces digiflash

5 passos simples para você aprender como digitalizar moldes de roupa

Como a digitalização de moldes revoluciona a moda? Agilizando processos e ampliando possibilidades para profissionais do setor. Saiba mais!
Mulher criando moldes para costura

Como a tecnologia pode facilitar os processos de modelagem e costura

Desenvolver coleções com eficiência e qualidade é mais fácil quando você utiliza tecnologia na hora da modelagem e costura. Saiba como!

Tire suas dúvidas e saiba como ter a sua confecção de moda própria

6 cursos de modelagem que vão ajudar a melhorar seu desempenho

Confira a tabela de composição dos tecidos e conheça os mais utilizados

Conheça a multissolução Audaces360 e otimize a sua produção desde já!

Entenda o cenário atual e como se manter competitivo no mercado da moda

sobre o autor
Audaces
sobre o autor
Audaces

Artigos relacionados

Um guia completo de como funciona uma confecção de roupas

Existe um fascinante processo de como funciona uma confecção de roupas, desde a concepção inicial até a produção final. Entenda!
mullher entendendo como digitalizar moldes de roupa utilizando o audaces digiflash

5 passos simples para você aprender como digitalizar moldes de roupa

Como a digitalização de moldes revoluciona a moda? Agilizando processos e ampliando possibilidades para profissionais do setor. Saiba mais!
Mulher criando moldes para costura

Como a tecnologia pode facilitar os processos de modelagem e costura

Desenvolver coleções com eficiência e qualidade é mais fácil quando você utiliza tecnologia na hora da modelagem e costura. Saiba como!

Newsletter

Receba conteúdos e novidades Audaces Artigos, tutoriais e materiais educativos, enviados para seu inbox.

Ao cadastrar, você aceitará nossas Política de Privacidade

Newsletter

Receba conteúdos e novidades Audaces Artigos, tutoriais e materiais educativos, enviados para seu inbox.

Ao cadastrar, você aceitará nossas Política de Privacidade