Audaces - We are the industry 4.0

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa
economia-afetiva

17/08/2017

Economia Afetiva: Como o design contribui na construção da moda para um novo mundo

A moda está em permanente transformação. No decorrer da nossa história, ela sempre esteve em diálogo com o comportamento dos consumidores. Hoje, com cada vez mais pessoas preocupadas com a origem dos produtos que consomem e com o impacto que este consumo poderá ter no meio ambiente e na sociedade, todos os setores estão sendo questionados e reinventados. Daí o surgimento e o crescimento da economia afetiva.

Mas você sabe o que este termo significa? A economia afetiva procura envolver diferentes agentes da cadeia produtiva de um setor para encontrar soluções criativas e sustentáveis que dêem um novo significado e uso para os desperdícios do processo produtivo.

 

Inscreva-se no webinar
>> Economia Afetiva: Como o design contribui na construção da moda para um novo mundo

 

No caso da moda, isso acontece através do uso das sobras inevitáveis da produção têxtil e do vestuário na elaboração de peças de alto valor agregado. Este assunto será tema do webinar gratuito “Economia Afetiva: Como o design contribui na construção da moda para um novo mundo” que será promovido pela Audaces no dia 31/08.

Porque a economia afetiva é uma das tendências mais quentes da moda

A catarinense Amélia Malheiros, presidente do SCMC (Santa Catarina Moda e Cultura), gestora da Fundação Hermann Hering, com uma vida dedicada para a indústria da moda e uma das referências do país no setor, percebeu há vários anos que existia um “gap” muito grande entre o entendimento do que é design e a aplicação dele na indústria.

“O entendimento do design fica muito restrito na parte estética dos produtos. Ele até é aplicado no modelar, na materialização do produto, mas não é trabalhado em todo o ciclo do produto ou do serviço”, observa. Essa análise do mercado feita por Amélia Malheiros serve tanto para as empresas que trabalham no setor têxtil e de vestuário quanto para a academia, com professores e alunos discutindo sobre design.

Enquanto isso, em diversas partes do mundo começaram, nos últimos anos, a ganhar corpo as discussões sobre o consumo consciente. Diferentes setores, começando pelos extrativistas, começaram a ter as suas cadeias produtivas questionadas.

“Todas as cadeias produtivas ficaram sub judice, começando pelas mineradoras, passando pelas farmacêuticas e chegando nas indústrias alimentares. A moda vinha sendo salvaguardada, mas aí vieram movimentos como o fashion revolution, que questionou o quanto as pessoas querem pagar por uma roupa”, comentou Amélia Malheiras.

Agora, mais do que nunca, está em alta no mercado o questionamento de alguns valores tidos como normais na sociedade. A busca pelo preço mais baixo pelo consumidor, por exemplo, nem sempre significa formas de produção justa para todos. “A indústria da moda tem um lado muito bonito, o lado A, da luz, que permite que você seja você mesmo, manifeste isso para o mundo, e que gera emprego, renda e desenvolvimento social. Mas ela tem também o lado B, das cadeias produtivas que nem sempre são tão conscientes”, observa a presidente do SCMC.

Como surgiu o projeto Trama Afetiva

Inquietos com o uso restrito do design pela indústria da moda e com a demanda crescente dos consumidores por cadeias produtivas mais justas e que sigam os conceitos de economia solidária e comércio justo, Amélia Malheiros e Jackson Araujo, outra referência do setor no país, se reuniram para um café no final de 2015.

Desta conversa entre os dois, que compartilharam não apenas a vivência no SCMC mas também uma reinvenção pessoal nos últimos anos, surgiu a ideia do projeto Trama Afetiva. Com grande experiência de mercado e acompanhando alguns movimentos iniciantes no país de reutilização de sobras da produção têxtil para a geração de produtos de alto valor agregado, Jackson Araujo assumiu como diretor criativo do projeto iniciado em 2016.

Criador do conceito “economia afetiva”, Araujo se uniu com Amélia Malheiros e três referências do design nacional – Marcelo Rosenbaum, Alexandre Hercovitch e Patrícia Centurion – para lançar o projeto Trama Afetiva.

A primeira edição, que tinha como objetivo inicial selecionar três jovens designers para que eles criassem, sob a tutela dos mentores, novos produtos com a sobra do corte de jeans da Cia. Hering, recebeu 342 inscrições – inclusive de profissionais de outros países.

Frente a um número tão expressivo de interessados, a primeira edição do Trama Afetiva escolheu 11 designers para que eles, junto com Marcelo Rosenbaum, Alexandre Hercovitch e Patrícia Centurion, com a colaboração de costureiras do Cardume de Mães, participassem de uma imersão de dois meses em São Paulo.

A partir deste trabalho foram criados nove produtos que, aproveitando as sobras de jeans da Cia. Hering, geraram novos itens que foram apresentados, inicialmente, no ateliê de Marcelo Rosenbaum em São Paulo.

Depois, estes produtos que mostram o potencial da economia afetiva participaram do MECA Inhotim, um evento realizado no final de 2016 no maior museu a céu aberto do Brasil, que fica na cidade de Inhotim (MG); e do MADE – Mercado.Arte.Design promovido na segunda semana de agosto de 2017 na capital paulista.

“A proposta da economia afetiva é que, diferente da reciclagem, que normalmente gera produtos de baixo valor agregado, usemos o design para transformar a matéria prima que sobra do processo produtivo da moda em algo que retorna gerando ainda mais valor”, observa Amélia Malheiros.

 

Desta forma, tanto o Trama Afetiva, que terá uma segunda edição em 2018, quanto um grupo crescente de designers no Brasil, estão enxergando nas sobras da indústria têxtil um produto nobre para a geração de outros artigos com design incorporado. Esta matéria prima reaproveitada pode originar novas peças de vestuário e acessórios, peças de decoração e mobiliário, transformando-se em objetos de desejo dos consumidores.

Todos os detalhes do projeto Trama Afetiva e a apresentação de uma cartografia com 17 designers que estão trabalhando com o conceito economia afetiva são o foco do webinar com Amélia Malheiras que será promovido pela Audaces no dia 31/08. Acesse o link para acompanhar a apresentação da presidente da SCMC e para enviar perguntas para ela.

 

webinar-economia-afetiva-audaces

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Você também pode gostar de ler:

febratex 2022

07/06/2022

Audaces na Febratex 2022: como a tecnologia 4.0 vai estar presente na moda do futuro?

Escrito por Audaces

o que é cloud computing

27/05/2022

Cloud computing: o que é e como suas tecnologias auxiliam na confecção

Escrito por Audaces

just in time o que é

13/05/2022

Just in time: o que é, como funciona e como é aplicado na Indústria

Escrito por Audaces

saas o que é e como funciona

11/05/2022

SaaS: saiba como funciona o software como serviço

Escrito por Audaces

mulher ensinando o funcionamento do Audaces Supera

06/04/2022

Audaces Supera: gerenciando o processo de encaixe e eliminando desperdícios

Escrito por Audaces

empreendedora de moda com ateliê ao fundo

01/04/2022

Empreendedorismo feminino: como atuam as mulheres no fortalecimento do setor industrial?

Escrito por Audaces

vista panorâmica de grande indústria

30/03/2022

Saiba como a tecnologia tem sido aplicada no setor industrial

Escrito por Audaces

24/03/2022

Tecido crepe: conheça mais sobre ele e suas aplicações

Escrito por Audaces

Os 12 estilos de moda: caiba qual é o seu

22/03/2022

Os 7 estilos de moda universal e suas características

Escrito por Audaces

Mulher ao computador controlando operação fabril

17/03/2022

Lean manufacturing: conheça os princípios da manufatura enxuta

Escrito por Audaces

esteira de produção em uma indústria

15/03/2022

A automatização industrial no contexto das confecções 4.0 – conheça os benefícios

Escrito por Audaces

modelo em passarela

10/03/2022

Como produzir um editorial de moda – guia completo Audaces

Escrito por Audaces

robô simulando pose humana com quadro de fórmulas ao fundo

08/03/2022

O que é Machine Learning e como ele atua na Indústria 4.0

Escrito por Audaces

Audaces 30 years

03/03/2022

30 anos de Audaces: entrevista com os fundadores Claudio Grando e Ricardo Cunha

Escrito por Audaces

rolos de tecido coloridos

24/02/2022

Fibras têxteis: tudo o que você precisa saber sobre o assunto – manual Audaces

Escrito por Audaces

rosto de estátua grega com fundo preto

22/02/2022

O que é Belo? Conheça seu conceito para a arte e o mundo da moda

Escrito por Audaces

04/02/2022

O que é e qual a importância de um PCP na confecção de Moda?

Escrito por Audaces

Transformação digital

01/02/2022

Transformação digital: benefícios e impactos nas indústrias e confecções

Escrito por Audaces

roupas penduradas no cabide

31/01/2022

Tendências do ano de 2022 para o segmento têxtil

Escrito por Audaces

Mapeamento de processos

26/01/2022

A importância do mapeamento de processos para a confecção

Escrito por Audaces

Coleção de moda

26/01/2022

Saiba quais os processos envolvidos na criação de uma coleção de moda

Escrito por Audaces

Gestão do tempo

25/01/2022

Saiba como fazer uma boa gestão do tempo para alavancar resultados

Escrito por Audaces

laptop com ícones de aplicativos na tela

20/01/2022

A importância do BI para análise de dados e tomada de decisões

Escrito por Audaces

Indústria-4-0

17/01/2022

Indústria 4.0: tudo o que você precisa saber sobre o futuro da confecção

Escrito por Audaces

circuito azul e roxo

14/01/2022

O que é Big Data e como ele colabora para a Indústria 4.0

Escrito por Audaces

Inteligência Artificial

13/01/2022

IA e Moda: influência da Inteligência Artificial na Indústria Fashion

Escrito por Audaces

rolos de tecidos em fábrica têxtil

10/01/2022

5 tendências para o segmento têxtil e a indústria da moda

Escrito por Audaces

macchine taglio tessuti

07/12/2021

Sala de corte 4.0: a solução para a eficiência na etapa produtiva

Escrito por Audaces

robôs transportando estoque

12/11/2021

O que são e como funcionam as fábricas inteligentes

Escrito por Audaces

mulher tocando tela holográfica

05/11/2021

A importância do IoT para as Indústria e as Confecções 4.0

Escrito por Audaces

19/10/2021

Degradê Confecções: como a empresa cresceu 13% com as soluções Audaces

Escrito por Audaces

Chanel alta-costura outono 2018

13/07/2021

O que são as macrotendências e como elas influenciam o mundo da moda

Escrito por Audaces

sistema de transporte mais seguro e renderização 3D

28/06/2022

Manufatura avançada: saiba o que esperar do futuro da indústria 

Escrito por Audaces

Mulher escrevendo lista de inventário enquanto verifica o estoque na sala de armazenamento.

28/06/2022

Entenda o que é e como fazer o inventário de estoque da sua confecção

Escrito por Audaces