Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

16/08/2013

Como dobrar o tecido para o corte

Na hora de posicionar o molde sobre o tecido existem algumas técnicas que podem ser colocadas em prática para aproveitar da melhor forma o material em questão. Uma dessas técnicas é dobrar o tecido para o corte. É importante destacar que, ao utilizar esse método, é necessário ter precisão e fazer a união das ourelas de forma perfeita, sem sobra de material ou em ângulos diferentes.

Se o material foi dobrado na compra, tenha a certeza de que a linha da dobra seja precisa e, se for necessário, passe o material. Realize um teste a fim de analisar se a dobra pode ser removida – uma dobra longitudinal, à direita, é uma forma de contornar o problema. Caso não haja dobra, quando for dobrar o tecido para o corte, coloque-o com o lado correto para cima.

Dobre com os lados da face um contra o outro quando o desenho indicar dobra longitudinal parcial. Dobre avesso contra avesso quando estiver trabalhando com tecido cardado, em situações em que os desenhos necessitem coincidir, com estampas ou gravuras. O livro a Bíblia da costura aponta algumas técnicas para dobrar o tecido para o corte:

1 – Dobra longitudinal parcial: esta técnica é feita com os fios no sentido longitudinal com uma das ourelas a certa distância da dobra, o restante do tecido não é dobrado. A largura da peça dupla é determinada pela peça mais larga do molde que deverá ser colocada nesse espaço. Mantenha uma distância uniforme da ourela até a dobra.

2 – Dobra longitudinal dupla: são duas dobras no sentido longitudinal com as ourelas se encontrando ao centro. Caso a linha da dobra não possa ser removida, troque por uma dobra longitudinal padrão e, lembre-se, as peças da frente e das costas devem ser cortadas sobre a dobra.

3 – Dobra transversal: esta dobra é feita no sentido transversal com as ourelas coincidindo ao longo de duas beiradas. Este método é utilizado geralmente quando a dobra longitudinal geraria maior desperdício de matéria ou para acomodar a colocação de peças de molde que sejam muito largas. Deve-se evitar esta técnica nos tecidos cardados.
 

 

 Reprodução

 

4 – Dobras combinadas: neste método o tecido é dobrado de duas formas diferentes para um mesmo desenho. Geralmente é formada por uma dobra longitudinal e outra transversal. Deve-se colocar os moldes em uma das partes, depois cortar o que sobrou de tecido e dobrar novamente. Antes de cortar o material, confira se há comprimento suficiente.

5 – Dobra no sentido do comprimento: Alinhave ao longo de um gomo próximo ao centro do tecido, usando linha contrastante; dobre na linha do alinhavo.

6 – Dobra no sentido transversal: alinhave como na dobra longitudinal. Dobre fazendo coincidir as marcas do alinhavo. Prenda as partes com alfinetes ao longo da linha de alinhavo.

7 – Dobra longitudinal padrão: esta dobra é feita sobre os fios no sentido longitudinal com as ourelas coincidindo ao longo de uma das beiradas. Essa dobra é bastante fácil de usar e é geralmente usada em guisa de corte.

 

Leia mais:

Lado certo do tecido: aprenda a distingui-lo do avesso

Definindo o tipo de enfesto: características do tecido

Ordem de corte: otimizando a produção na confecção

 

 

Reprodução

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

produto-de-moda-desenvolvimento-industria-4.0-audaces

24/11/2020

Como aperfeiçoar o produto de moda com tecnologias da Indústria 4.0

Escrito por Audaces

indústria têxtil

24/11/2020

Indústria têxtil: matérias-primas podem ser naturais e químicas?

Escrito por Audaces

Listras de tinta com cores do círculo cromático

16/11/2020

O que é círculo cromático e como combinar cores na moda

Escrito por Audaces