Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

04/06/2013

Vintage: roupas de outras épocas fazem sucesso hoje

Entram e saem as tendências de moda e o movimento vintage retorna, e por vezes totalmente independente do fato, nem desaparece. Mas afinal o que é esse termo tão participante no universo fashion?

O termo, originado da palavra inglesa para designar o ano ou safra dos vinhos, foi agregado ao vocabulário de moda nos anos 80, trazendo a ideia de roupas de outras épocas. Peças de segunda mão, como que associadas à caridade, que levam ao final dos anos 90 a um dos principais filões da moda.

Usar roupas vintage significa intitular-se como grande conhecedor da moda. O tempo, a cultura e o uso desse modismo gerou novos caminhos de consumo.

De acordo com alguns dicionários técnicos de moda, a palavra destina-se à individualidade, ao repúdio às roupas homogêneas, e é um conceito reforçado inclusive pelos meios de comunicação. O vintage torna-se um movimento de moda por motivos de seu consumo.

Diante do termo exposto, como identificar uma roupa com essas características? Livros especializados e manuais com regras de pesquisa são auxiliadores ao reconhecimento de peças autênticas.
 

O passado retorna em looks criativos e charmosos/ Fonte: Site VintageFashion

 

Revistas femininas e guias especializados trazem conselhos de uso e de onde comprar as roupas. Acabamentos, tipos de costura e etiquetas são fatores que influenciam numa peça intitulada como vintage e, de acordo com o ano de fabricação e procedência, os brechós elevam os preços de tais roupas.

Uma ideia ou movimento que deu certo – o uso das roupas do passado na atualidade -, em que o capitalismo da moda incorpora essa tendência no varejo. É tão presente esse estilo que em 2008, a famosa loja Topshop da Oxford Street ofereceu aos seus clientes de internet peças de estilistas icônicos dos anos 60 e 70.

O prestígio das peças antigas nos últimos anos fez com que alguns renomados estilistas e suas maisons relançassem peças clássicas, como exemplo Yves Saint Laurent e Balenciaga. Em 2001 Julia Roberts aparece na premiação do Oscar com um modelo do passado, um vestido criado por Valentino décadas passadas.

Não podemos teoricamente classificar o vestuário histórico como vintage, e sim essa definição surge por seus padrões de consumo.

Por Roberto Rubbo
Professor 
do SENAC Lapa Faustolo
 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

Treinamentos das ferramentas da solução em sistemas para a Indústria da Moda Audaces 360

25/01/2021

Treinamentos Audaces 360: domine as ferramentas e potencialize resultados [sorteio]

Escrito por Audaces

o lado certo do tecido

21/01/2021

Como reconhecer o lado certo do tecido: aprenda a distingui-lo

Escrito por Audaces

Como ajustar o gancho da calça no Audaces Moldes

12/01/2021

Como ajustar o gancho da calça no Audaces Moldes

Escrito por Audaces