Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa
sustentabilidade na moda fibras naturais

04/06/2021

Práticas sustentáveis na Indústria da Moda: 3 ferramentas eficientes

5 min

À medida em que a sociedade e a produção de mercadorias se encaminham para a consciência ambiental e as práticas que visam diminuir as agressões ao meio ambiente, temas como a sustentabilidade na moda tornam-se cada vez mais necessários e amplos, especialmente devido à complexidade dos processos envolvidos no setor.

Nesse contexto, a sustentabilidade é o conjunto de práticas e princípios baseado em fatores ambientais, sociais, econômicos e ecológicos que buscam formas alternativas à produção sem prejudicar a disponibilidade futura dos recursos necessários para o seu funcionamento.

No caso da Indústria da Moda, especificamente, estão envolvidos objetivos como:

  • A obtenção de matérias-primas e o descarte de resíduos;
  • O máximo aproveitamento dos recursos necessários à produção;
  • O reaproveitamento dos descartes em todas as etapas da cadeia produtiva;
  • O desenvolvimento de coleções de roupas ecológicas e sustentáveis;
  • A otimização do ciclo de vida do produto (fashion PLM).

Alcançar esses objetivos não é tarefa fácil – trata-se de um processo gradativo e que demanda tempo e esforço de todos os times envolvidos na Indústria. Por isso, para te ajudar a trilhar os primeiros passos, o blog da Audaces separou 3 ferramentas indispensáveis para a adoção de práticas sustentáveis na moda.

Continue a leitura e saiba tudo sobre o assunto:

Sustentabilidade da Indústria Têxtil: o que você precisa saber

A indústria têxtil, como sabemos, é um dos tipos de indústrias fundamentais para a humanidade, tanto no aspecto econômico quanto no valor que seus produtos agregam. Além disso, também é uma das áreas que mais tem se modernizado e adotado tecnologias mais limpas, por meio do investimento massivo em ferramentas e práticas sustentáveis.

O resultado disso são setores cada vez mais atentos à necessidade de se repensar antigas práticas, agregando consciência ambiental a respeito dos insumos, matérias-primas, processos e etapas de fabricação, a fim de direcionar o ciclo de vida dos produtos finais a caminhos cada vez mais tecnológicos e sustentáveis.

Exemplos disso são o manejo sustentável de recursos, a criação de tecidos reciclados e materiais biodegradáveis ou até mesmo o aumento na transparência sobre a cadeia produtiva e o consumo de recursos hídricos, que impactam diretamente o meio ambiente e a vida dos consumidores finais.

A adoção de práticas sustentáveis estendem-se, também, para o setor de vestuário, principal beneficiado pela produção têxtil e que também tem buscado implementar processos mais limpos e menos prejudiciais ao ambiente.

sustentabilidade na moda com encaixe eficaz
Encaixe de tecidos eficaz é uma forma de poupar recursos e evitar desperdícios de matéria-prima.

Como adotar práticas sustentáveis no setor da Moda?

A indústria da moda é tão ampla e significativa que ganha destaque próprio à parte da Indústria têxtil e do segmento de vestuário. Isso porque a moda é consciente e grande parte de sua existência é apoiada sobre as tendências – duradouras ou sazonais – que despontam nos grandes eventos ou entre os grandes profissionais da moda.

A sustentabilidade é uma dessas tendências, que já não é tão tendência ao passo em que tem se tornado uma preocupação constante entre os envolvidos no processo. Assim, além dos objetivos que já mencionamos, as coleções sustentáveis buscam enfatizar o papel da sustentabilidade no processo criativo e consolidar essas práticas ao mesmo tempo em que mantêm a qualidade estética e produtiva das peças.

Algumas ferramentas auxiliam as empresas na busca da sustentabilidade, como a eco-eficiência e o ecodesign. A eco-eficiência visa o desenvolvimento sustentável, no qual prima-se pela confecção de produtos com o máximo de aproveitamento dos recursos e na redução da geração de rejeitos.

Um conceito bastante relevante, aplicável e que causa grande impacto na indústria têxtil, uma vez que esta utiliza grande quantidade de matéria-prima, energia e água na produção.

Já o conceito de ecodesign visa a diminuição do impacto de um determinado produto no meio ambiente, sem que este perca qualidade, tornando a vida dos consumidores melhor. O objetivo do ecodesign ou design sustentável é promover ações que priorizem o uso racional dos recursos disponíveis.

Além disso, a redução de desperdícios em todas as etapas de produção e o reaproveitamento de matérias-primas também são preocupações que estilistas, modelistas, costureiras e gestores de produção compartilham.

Não sabe como iniciar as práticas sustentáveis no seu ambiente de trabalho ou que reforçar os princípios já adotados? Confira as dicas e ferramentas que o blog Audaces, especialista no assunto, preparou para você:

1. Conheça a origem das matérias-primas

Como você sabe, a maioria dos insumos para a produção de coleções de roupas vem da indústria têxtil, grande consumidora de recursos como água e energia. Então, o primeiro passo para a adoção de medidas mais sustentáveis é entender e conhecer a origem das matérias-primas usadas na confecção.

Seja você estilista, modelista, gestor(a) ou CEO, é imprescindível ter em mente que matérias-primas sustentáveis são uma maneira muito eficiente de produzir peças mais limpas e que colaboram menos com os danos ao meio ambiente.

Caso essa já seja uma prática adotada na sua confecção, uma forma de assegurar matérias-primas sustentáveis é exigir certificações de procedência limpa e que atestem a qualidade dos materiais.

2. Reduza o desperdício de matérias e recursos

Uma produção sustentável não se limita somente à origem dos recursos, mas também é ligada à gestão e ao aproveitamento desses materiais de forma consciente e inteligente. Um desperdício muito elevado gera, consequentemente, não somente uma quantidade de sobras maior, mas também aumenta os custos de produção e encarece o produto final.

Por esse motivo, nossa segunda dica está diretamente relacionada à etapa da modelagem e recorte de tecidos, que, quando não executada de forma eficiente, gera muito desperdício. Hoje já existem softwares de automação que garantem o encaixe mais adequado dos moldes ao tecido, diminuindo não somente os desperdícios, como também otimizando o tempo de produção e planejamento.

3. Invista na integração sustentável

Você sabe o que significa PLM? Temos um post completo sobre o assunto aqui no blog, mas, em suma, trata-se do gerenciamento do ciclo de vida de um produto por meio de ferramentas de automação e integração que têm por objetivo criar bancos de dados compartilhados e acessíveis por todos os integrantes de um time de produção.

No contexto da sustentabilidade, adotar práticas do PLM é uma ótima forma para criar estratégias sustentáveis para os produtos. Isso porque o principal objetivo dessas ferramentas é integrar todas as etapas da produção de um bem (no caso, das peças de roupa), o que, por extensão, também amplia o nível de consciência sobre a marca e sobre a própria produção.

Assim é possível saber a origem das matérias-primas, o grau de consumo de recursos produtivos, como água e energia, a quantidade de sobras geradas na etapa de estruturação e muitos outros fatores que, quando otimizados, contribuem para a fabricação e o desenvolvimento de coleções sustentáveis, o chamado eco-fashion.

Agora que você já conhece algumas das ferramentas essenciais para a prática sustentável, não deixe de acompanhar os conteúdos do blog Audaces – por aqui tem sempre conteúdo novo sobre Gestão, Desenvolvimento e Tecnologias relacionadas à Indústria da Moda.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

gestão da confecção

14/06/2021

Dicas fundamentais para uma boa administração em confecções de roupas

Escrito por Audaces

Horst P Horst Lingerie 1939

11/06/2021

Lingerie: dos primórdios ao Espartilho

Escrito por Audaces

inteligência artificial na moda

09/06/2021

IA e Moda: influência da Inteligência Artificial na Indústria Fashion

Escrito por Audaces