Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

14/07/2015

Surrealismo na vitrina

1 min

Por Eduardo Vilas Bôas
Professor de Moda do Senac SP

Já não é novidade que moda e arte vivem se trombando, por exemplo, com a influência do Surrealismo no vitrinismo. E não seria diferente se tal encontro acontecesse no varejo. Terreno ávido por novidades constantes, as lojas têm dado ampla abertura para as experimentações conceituais e temáticas, e as vitrinas tornaram-se o epicentro dessas incursões.


Vitrina Dior

A mais recente inspiração para o vitrinismo é o Surrealismo. Quando André Breton lançou o Manifesto do Surrealismo, em 1924, um irreverente grupo de escritores aderiu de imediato à proposta de uma criação artística concebida como “puro automatismo psíquico”, propagando-se posteriormente para as artes plásticas e o cinema.

 
Vitrina Harvey Nichols

O movimento de origem francesa foi caracterizado pela expressão do pensamento de maneira espontânea e automática, regrada apenas pelos impulsos do subconsciente, desprezando a lógica e renegando os padrões estabelecidos de ordem moral e social.


Vitrina Hermès

A revelação das três estruturas da psique humana por Freud (Ego, Superego e Id) influenciou diretamente o movimento do Surrealismo que lançou mão de abstrações e imagens simbólicas para tentar representar o inconsciente humano. De certa forma, essa estética produzida há mais de 90 anos alinha-se hoje com os interesses do indivíduo contemporâneo.

 
Vitrinas Selfridges
 

Chamado de “consumidor hedonista”, este indivíduo está atrás de relações com produtos, marcas ou serviços pelo prazer intrínseco que possam lhe proporcionar, seja por meio de momentos de escapismo, fantasia ou prazer via estímulos emocionais.


Vitrina Tiffany

Da mesma forma que o Surrealismo contou com expressivos nomes como os de Max Ernst, René Magritte e Salvador Dalí, nas artes plásticas; André Breton, no campo da literatura; e Buñuel, no cinema, hoje, expressivas marcas do segmento de moda, tais como Dior, Harvey Nichols, Hermès, Selfridges Beauty e Tiffany&Co, bebem da inspiração surrealista para conceber suas – incríveis – vitrinas.

Leia mais:
Política de Visual Merchandising: como fazer?
Arquétipos provocam emoções e mudam comportamentos
Visual merchandising estimula desejo de compra

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

Bailarina Ingrid Silva gestante

07/05/2021

Moda gestante: como as mulheres grávidas se vestiram ao longo do tempo

Escrito por Audaces

design-thinking-en-la-educacion-creatividad-audaces

06/05/2021

Como os princípios do design contribuem com a moda?

Escrito por Audaces

gerente-de-producion-actividad-profesional

28/04/2021

Gerente de Produção, o que faz esse profissional?

Escrito por Audaces