O que é belo? Entenda a definição no mundo da arte e da moda14 min read

Sumário:

Resumo:  

  • Entender o que é belo na moda ou na arte pode ajudar na criação de suas coleções; 
  • A beleza pode ser diferente para cada pessoa, por isso é importante entender suas definições; 
  • Crie sua coleção cheia de beleza com Audaces! Faça o teste grátis da multissolução Audaces360 agora! 

Quer economizar tempo? Dê play e ouça nosso conteúdo agora!

O que é belo? Essa é uma daquelas perguntas universais que permeiam muitas civilizações há séculos. 

Porém, sempre há um ponto de partida crucial, a etimologia, a definição da palavra, e como ao longo dos tempos, ela vai se metamorfoseando no entendimento e na narrativa da história, nesse caso, da Filosofia, da Estética, e por que não, da Moda? 

A fim de te ajudar a compreender como esse conceito tão (des)conhecido e complexo tem se desenvolvido e sua percepção por indivíduos e sociedades, o blog Audaces dedicou um conteúdo exclusivo a essas discussões. 

Acompanhe a leitura e saiba mais sobre o conceito de beleza nas perspectivas filosóficas, artísticas e, também, da moda e do mundo fashion: 

Qual a importância da percepção de beleza para a moda? 

A percepção de beleza desempenha um papel fundamental na moda, pois influencia as preferências, escolhas e atitudes das pessoas em relação ao vestuário e ao estilo.  

A moda não é apenas sobre roupas funcionais, mas também sobre expressão pessoal, identidade e comunicação.  

Vários aspectos da moda estão intrinsecamente ligados à percepção de beleza, incluindo o design, as cores, os padrões, a silhueta e a estética geral das peças de vestuário. 

Banner trial 7 dias grátis

Qual a definição linguística de beleza?  

No caso da etimologia, a palavra “belo” vem do latim “bellus”, que significa “lindo, bonito, encantador”.  

Muito usado na época clássica apenas para mulheres e crianças, enquanto para os homens tinha sentido pejorativo e um ar apolíneo, de Apolo, o deus da beleza e da guerra. 

No entanto, o termo, antes de sua definição latina, pode ter vindo também do indo-europeu DW-EYE, aproximando-o de outros termos, como bônus, de “bom”, e bene, de “bem”. 

Nos dias atuais, o dicionário Houaiss da Língua Portuguesa define o belo como algo “que tem forma ou aparência agradável, perfeita, harmoniosa. Que desperta sentimentos de admiração, de grandeza, de nobreza, de prazer, de perfeição.” 

E essas são as principais ideias que vêm à mente da maioria das pessoas em relação ao significado de beleza.  

Termos como beleza, estética, harmonia, proporção, equilíbrio entre outras, são vocabulário permanente no discurso e trabalho de muitos, inclusive os profissionais da indústria da moda. 

Mas afinal, o que é belo?  

O escritor italiano Umberto Eco aborda o conceito de belo em seu livro “História da Beleza” e, lá, ele observa que o belo – junto com gracioso, bonito ou sublime, maravilhoso, soberbo e expressões similares – é um adjetivo que usamos frequentemente para indicar algo que nos agrada. 

Parece que, nesse sentido, aquilo que é bonito é igual àquilo que é bom e, de fato, em diversas épocas históricas criou-se um laço estreito entre o Belo e o Bom, como vimos pela própria origem da palavra. 

As reflexões do autor sobre o belo ao longo da história nos convidam para uma viagem para além do entendimento entre beleza e bondade, como idealização de uma perfeição estética.  

Antes, abre caminhos para entendermos como o belo é importante nas relações artísticas, sociais, políticas, religiosas, espirituais etc. 

O que é belo para a filosofia? 

Estátua grega mostrando o que é belo na época

Toda discussão sobre a beleza e seu significado teve início Estética Grega e está fundamentalmente pautado na concepção de mundo dos filósofos da época e, para eles, a vida e a arte se fazem baseadas em equilíbrio, simetria, harmonia e proporcionalidade. 

E, até hoje, o que é o belo na filosofia, que se projetou no Renascimento, momento histórico no qual tais preceitos foram revisitados, está presente o aspecto racional do juízo de gosto (gostar ou não) que propagamos na Indústria Fashion e nos desfiles de moda ainda hoje. 

Leia mais: Descubra o passo a passo de como acontece um desfile de moda 

O belo segundo Sócrates 

Sócrates, um dos três principais pensadores da Grécia Antiga (Século V – ano 470 a.C.), acreditava que o belo era uma concordância observada pelos olhos e ouvidos, ou seja, o belo é permissível através dos sentidos sensoriais. 

Na visão de Sócrates, “o belo é o útil”, ou seja, a beleza não está associada à aparência de um objeto, mas em quão proveitoso ele for, teria então um caráter prático, como o resultado de um produto ou situação prática. 

O belo segundo Platão 

Para Platão, filósofo grego do século V a.C., o belo está ligado a uma essência universal e não depende de quem observa, pois está contido no próprio objeto, na criação.  

Platão acreditava, ainda, que tudo o que existe no mundo sensível (imperfeito) é apenas uma cópia do que está no mundo inteligível (perfeito). 

Um de seus mitos mais conhecidos, O mito da caverna traz uma alegoria clara sobre como nossa percepção em relação ao que chamamos de realidade é produto de uma construção subjetiva e muitas vezes, influenciada por um “inconsciente coletivo”, que nos condiciona e aprisiona, como os padrões de beleza atuais. 

O belo segundo Aristóteles 

Já Aristóteles, discípulo de Platão, possuía outro conceito de belo. Para ele, uma obra só poderia ser considerada bela se fosse capaz de promover a catarse em seus admiradores.  

Nessa concepção, a catarse nada mais é do que a purificação da alma e das ideias a partir de uma obra de arte e, por excelência, segundo ele, a catarse se dá na tragédia! 

Afinal, era por meio do teatro trágico que as pessoas refletiam sobre o que a obra mostrava.  

Ao contrário da comédia que, apesar de divertida, não promovia uma reflexão, mas apenas um estado de “entusiasmo” temporário sobre condições humanas pouco nobres ou, ainda sim, que não eram belas segundo a sociedade grega clássica. 

E o que é belo para a moda? 

Mulher sendo maquiada com vestido na parte de trás mostrando o que é belo para moda

De uma certa forma, a beleza do mistério do belo está justamente no intangível, imaterial, inalcançável, e sobre isso não há o que determinar, o belo sempre será um mistério que está, e ao mesmo tempo, não está em nossas mãos, certo? 

Sendo assim, de uma coisa podemos ter alguma certeza: sempre poderemos usar nossa noção de belo/beleza como ponto de partida para a criação artística, e sobretudo, nos campos da moda e do design de roupas, ele é um suporte infinito à serviço da criatividade, da pesquisa e da produção. 

Vale lembrar ainda que a beleza é uma experiência (um processo cognitivo, mental ou ainda, espiritual) relacionada à percepção de elementos que agradam de forma singular aquele que a experimenta. 

As formas de beleza são inúmeras, e a ciência ainda tenta dar uma explicação para esse processo. 

Ao longo da história, a Estética, enquanto ramo da Filosofia, tentou várias vezes explicar o conceito de belo.  

Entretanto, em todo o processo de criação, desde uma obra de arte até uma coleção de roupa, se faz necessário este entendimento sobre a importância do belo nos âmbitos da criação. 

Leia mais: Tire suas dúvidas e saiba como ter a sua confecção de moda própria 

Exemplos de tendências de beleza ao longo da história 

As tendências de moda e beleza evoluíram ao longo da história, refletindo as mudanças sociais, culturais, tecnológicas e econômicas de cada época.  

Conheça alguns exemplos de tendências marcantes em diferentes períodos históricos: 

Antiguidade Clássica (aprox. 500 a.C. – 476 d.C.) 

Na Grécia Antiga, togas e roupas simples eram comuns. Na Roma Antiga, as togas também eram usadas, mas de forma mais elaborada por pessoas de status mais elevado. 

Mulheres gregas valorizavam uma pele clara e usavam pós faciais à base de gesso e cal. Os cabelos eram muitas vezes elaborados arrumados e decorados com jóias. 

Renascimento (séculos XIV – XVII) 

Mulher mostrando o que é belo e moda na época do Renascimento

Roupas com cintura alta, amplas saias e tecidos ricos eram populares. Para homens, jaquetas justas e meias calças eram comuns. 

Mulheres usavam maquiagem para clarear a pele, e uma testa alta era considerada atraente. Sobrancelhas eram frequentemente raspadas para criar uma aparência mais alta. 

Era Vitoriana (séculos XIX – início do século XX) 

Vestidos longos e volumosos para as mulheres, frequentemente com espartilhos para afinar a cintura. Para os homens, casacas e cartolas eram populares. 

Pele clara era valorizada, e as mulheres usavam pós faciais para alcançar esse efeito. Cabelos eram frequentemente penteados de maneira elaborada e decorados com acessórios. 

Anos 1920 

Vestidos curtos e soltos, chapéus cloche, e o estilo “flapper” eram emblemáticos dessa década. Cabelos curtos e com ondas, maquiagem mais ousada com lábios escuros e olhos delineados. 

Anos 1960 

Minissaias, calças boca de sino, cores vibrantes e estampas psicodélicas estavam na moda. Maquiagem com destaque nos olhos, cílios postiços, delineador marcante e cabelos volumosos. 

Anos 1980 

Ombreiras, cores vivas, roupas extravagantes e jeans justos eram tendência. Maquiagem brilhante, cabelos volumosos com muito spray e cores ousadas nos lábios. 

Anos 2000 até 2010 

Jeans de cintura baixa, moda esportiva, leggings, e influência de celebridades. Sobrancelhas finas, gloss labial, pele bronzeada e cabelos lisos. 

Atualidade (após 2010) 

Sustentabilidade na moda, moda inclusiva, roupas confortáveis e tecidos tecnológicos. Valorização da diversidade, maquiagem natural, skincare e cabelos com textura natural. 

Leia mais: Conheça as vantagens da pesquisa de tendências para a sua confecção 

Principais mudanças nos padrões de beleza da era digital 

Modelo mostrando o que é belo na era digital

A era digital trouxe consigo uma série de mudanças significativas nos padrões de beleza, influenciando a forma como as pessoas percebem e buscam alcançar a aparência ideal. Algumas das principais mudanças incluem: 

Diversificação de beleza 

A era digital tem amplificado as vozes e representações de beleza diversificadas.  

As mídias sociais permitem que pessoas de diferentes origens culturais, etnias, formas corporais e identidades de gênero compartilhem sua beleza única, desafiando os padrões tradicionais e promovendo a aceitação da diversidade. 

Cultura do corpo positivo

As redes sociais têm impulsionado a movimentação do “corpo positivo”, promovendo a aceitação de todos os tipos de corpos e incentivando uma relação mais saudável com a própria aparência física.  

Foco no bem-estar e saúde 

A era digital também trouxe uma maior conscientização sobre a importância do bem-estar e da saúde em relação à beleza.  

As pessoas estão buscando rotinas de autocuidado, alimentação saudável, exercícios físicos e práticas de saúde mental para alcançar uma beleza que vem de dentro. 

Realidade Aumentada (AR) 

As marcas de beleza estão utilizando a tecnologia de AR para permitir que os consumidores experimentem produtos virtualmente antes de comprar.  

Isso facilita a decisão de compra e influencia as preferências de maquiagem e cuidados com a pele. 

Leia mais: Descubra como a moda imersiva pode beneficiar a sua confecção 

Transforme o que é belo para você em criações com Audaces 

Audaces Fashion Studio desfile digital

A Audaces pode ajudar sua empresa de moda na concepção do que é belo, entregando o melhor aos seus clientes.  

Conheça softwares que irão auxiliar nesta jornada:  

Audaces360 

Transforme sua visão de beleza em criações excepcionais com o Audaces. Na dinâmica indústria da moda e têxtil, a eficiência e produtividade são cruciais para alcançar o sucesso. 

Nesse cenário desafiador, o Audaces360 se destaca como uma solução inovadora para otimizar a produção e aprimorar os resultados das empresas desse setor. 

Esse software revolucionário integra de forma intuitiva e eficaz todo o ciclo de confecção em uma plataforma única, proporcionando uma gama de vantagens fundamentais para as indústrias de moda. 

Uma das características mais marcantes do Audaces360 é sua habilidade de unificar todas as etapas do processo de confecção em uma única plataforma.  

Audaces Fashion Studio 

O Audaces Fashion Studio também pode lhe ajudar na criação, entendendo o que é belo!  

O Fashion Studio é um software projetado para que você dê vida aos seus modelos em um manequim tridimensional, utilizando uma variedade de ferramentas e possibilidades, tudo isso sem a necessidade de criar moldes de papel.  

Descubra as vantagens ao utilizar o Audaces Fashion Studio: 

  • Simulação realista do caimento dos tecidos em um ambiente virtual e digital;
  • Aplicação de cores, estampas e texturas de forma realista;
  • Redução da quantidade de peças piloto na fase de criação;
  • Criação de modelagem após a aprovação no Fashion Studio;
  • Comunicação eficaz entre o estilo e a modelagem;
  • Redução de custos na fase de criação;
  • Visualização clara e realista dos modelos na tela do computador. 

Já entendemos o que é belo, que tal colocar em prática suas ideias? Baixe nosso e-book agora mesmo:

FAQ

Qual a importância da percepção de beleza para a moda?

A percepção de beleza desempenha um papel fundamental na moda, pois influencia as preferências, escolhas e atitudes das pessoas em relação ao vestuário e ao estilo.

E o que é belo para a moda?

Sempre podemos usar nossa noção de belo como ponto de partida para a criação artística. E sobretudo, nos campos da moda e do design de roupas, ele é um suporte infinito à serviço da criatividade, da pesquisa e da produção. 

Qual a definição linguística de beleza?

No caso da etimologia, a palavra “belo” vem do latim “bellus”, que significa “lindo, bonito, encantador”.

5 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou deste artigo? Compartilhe

Buscando por algo?
Pesquisar

Mais Recentes

Mulher utilizando o fashion PLM Audaces Isa

O que sua confecção ganha ao fazer a integração de sistemas PLM e ERP?

Como a integração de sistemas como PLM e ERP impulsiona a eficiência e competitividade na moda, garantindo sucesso a longo prazo. Descubra!
Probador virtual en Shape U: guía de ropa para vender en línea

Guia para você vender mais roupas online

Para vender roupas online você precisa de estratégias. Por este motivo criamos um guia que ajudará seu e-commerce. Leia e saiba como!

Um guia completo de como funciona uma confecção de roupas

Existe um fascinante processo de como funciona uma confecção de roupas, desde a concepção inicial até a produção final. Entenda!

Tire suas dúvidas e saiba como ter a sua confecção de moda própria

6 cursos de modelagem que vão ajudar a melhorar seu desempenho

Confira a tabela de composição dos tecidos e conheça os mais utilizados

Conheça a multissolução Audaces360 e otimize a sua produção desde já!

Entenda o cenário atual e como se manter competitivo no mercado da moda

sobre o autor
Audaces
sobre o autor
Audaces

Artigos relacionados

Mulher utilizando o fashion PLM Audaces Isa

O que sua confecção ganha ao fazer a integração de sistemas PLM e ERP?

Como a integração de sistemas como PLM e ERP impulsiona a eficiência e competitividade na moda, garantindo sucesso a longo prazo. Descubra!
Probador virtual en Shape U: guía de ropa para vender en línea

Guia para você vender mais roupas online

Para vender roupas online você precisa de estratégias. Por este motivo criamos um guia que ajudará seu e-commerce. Leia e saiba como!

Um guia completo de como funciona uma confecção de roupas

Existe um fascinante processo de como funciona uma confecção de roupas, desde a concepção inicial até a produção final. Entenda!

Newsletter

Receba conteúdos e novidades Audaces Artigos, tutoriais e materiais educativos, enviados para seu inbox.

Ao cadastrar, você aceitará nossas Política de Privacidade

Newsletter

Receba conteúdos e novidades Audaces Artigos, tutoriais e materiais educativos, enviados para seu inbox.

Ao cadastrar, você aceitará nossas Política de Privacidade