Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

05/08/2013

Simplicidade e luxo na moda: da guerra à Dior

A moda é um sistema que está em sinergia com os elementos sociais e econômicos, logo, quaisquer variações no meio afetarão o desenvolvimento da moda, seja na construção das peças (simplicidade x luxo), seja no comportamento do consumidor (consumismo x consumo consciente).

A II Guerra Mundial aconteceu entre 1939 e 1945 na Europa e foi um período de evidente interferência do meio nos movimentos da moda. A França de acordo com o tratado armistício deveria oferecer artigos têxteis para os exércitos: lã destinada para uniformes, seda e nylon para paraquedas e o couro para botas e acessórios.

Esse longo período de restrições afetou diretamente a forma de se vestir e até os materiais empregados na confecção do vestuário. As meias finas, por exemplo, feitas de seda passaram a ser pintadas diretamente na perna, reproduzindo-se com carvão até a costura na parte de trás (comum à época). Os chapéus passaram a ser feitos de jornal e celofane e a sola dos sapatos de madeira ou cortiça. A simplicidade ganhou espaço e o luxo na moda foi deixado um pouco de lado.

 

Reprodução

Em 1941, ainda no período de guerra, criou-se na França o “Cartão de Vestuário”, que determinava a quantidade de roupas que um cidadão poderia consumir. Esse racionamento serviu para controlar os gastos populacionais, controlar o número da população de cada localidade e, ainda, possibilitar ao governo dados sobre a força de trabalho existente.

O “Cartão de Vestuário” francês vinha com 100 pontos em cupons dos quais 30 podiam ser consumidos de imediato, porém para a compra de um casaco de inverno em lã eram necessários 145 pontos!

Já no pós-guerra, em 1947, numa Europa que se recuperava da guerra, surge a coleção de Christian Dior. A coleção foi batizada pela editora da Harper´s Bazaar de “New Look”. Após anos de racionamento, os modelos de Dior eram extravagantes, vivazes, femininos e elegantes, deixaram a simplicidade no passado e resgataram o luxo na moda.

Dior foi criticado quanto ao exagero. Vestidos que usualmente gastavam 68 cm de tecido, passaram no New Look a gastos na faixa de 10 a 25 metros. Dior também foi acusado de retrocesso, por resgatar elementos do séc. XIX, como cintas, anáguas, barbatanas, luvas, fazendo uma mulher-boneca.

Por Eduardo Vilas Bôas
Professor de Moda do Senac SP

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

Como ajustar o gancho da calça no Audaces Moldes

12/01/2021

Como ajustar o gancho da calça no Audaces Moldes

Escrito por Audaces

como-fazer-moldes-de-roupa

17/12/2020

Como fazer moldes de roupa com precisão e rapidez, pelo computador

Escrito por Audaces

modelagem digital audaces

05/01/2021

Como é feita a modelagem digital com a multissolução Audaces 360

Escrito por Audaces

melhor-software-CAD-para-moda

05/01/2021

O que é software CAD e por que usar para produzir moda

Escrito por Audaces