Entenda a importância da indústria têxtil e sua evolução15 min read

Resumo 

  • A indústria têxtil é responsável por fabricar produtos de moda para os consumidores; 
  • Apesar de gerar muitos empregos e vestuário para a população, ela enfrenta diversos desafios; 
  • Crie usando o melhor da tecnologia. Experimente grátis a multissolução Audaces360! 

A indústria têxtil tem uma relação direta com os tipos mais diversos de matérias-primas, a fim de oferecer ao mercado e às empresas de confecção as mais diferentes soluções em fibras. 

Neste sentido, conhecer os principais tipos de tecidos e como cada material se comporta é algo essencial para os profissionais do setor de vestuário, que podem direcionar com propriedade qual trama é a mais adequada para cada tipo de roupa. 

Entenda melhor sobre a indústria têxtil neste conteúdo exclusivo.

Boa leitura! 

Qual a importância do setor têxtil? 

O setor têxtil desempenha um papel importante na sociedade e no meio ambiente, impactando diversos aspectos da vida moderna.  

Ela é responsável por fornecer empregos, influenciando a cultura e proporcionando acesso a vestuário, ao mesmo tempo em que enfrenta desafios relacionados à sustentabilidade. 

Entenda mais sobre o seu impacto:

Para a sociedade 

A indústria têxtil é uma importante fonte de emprego em muitas regiões do mundo, proporcionando oportunidades de trabalho para uma grande variedade de pessoas, desde agricultores que cultivam fibras naturais até trabalhadores em fábricas e lojas de varejo.  

Além disso, contribui significativamente para a economia global, gerando receitas substanciais e promovendo o desenvolvimento econômico em muitos países. 

Para o meio ambiente 

Há um crescente reconhecimento da necessidade de práticas mais sustentáveis na indústria têxtil.  

Muitas empresas estão adotando tecnologias e processos mais sustentáveis, incluindo o uso de materiais orgânicos, reciclados e biodegradáveis, bem como a implementação de processos de produção mais eficientes em termos de recursos. 

O setor têxtil também desempenha um papel na conscientização ambiental e na mudança de comportamento dos consumidores.  

À medida que mais pessoas se tornam conscientes do impacto ambiental da indústria da moda, estão buscando alternativas mais sustentáveis, como roupas de segunda mão, marcas que adotam práticas sustentáveis e o consumo consciente. 

Leia mais: Por que olhar para consumo e produção sustentáveis na sua empresa? 

Trial 7 dias grátis

O que se faz na indústria têxtil?  

Na indústria têxtil, existe uma grande gama de produtos que podem ser fabricados. Conheça alguns:  

Tecidos 

Uma vasta série de tecidos é produzida para diferentes fins, como algodão, poliéster, nylon, seda, linho, lã, entre outros. 

Vestuário 

Roupas de todos os tipos, incluindo camisetas, calças, vestidos, jaquetas, roupas íntimas e uniformes. 

Tecidos técnicos 

Tecidos desenvolvidos para aplicações específicas, como tecidos impermeáveis, à prova de fogo, antibacterianos, entre outros. 

Produtos de moda e design 

Bolsas, lenços, gravatas, chapéus e outros acessórios de moda. 

Tecidos para móveis 

Utilizados na estofagem de móveis, como sofás, cadeiras e poltronas. 

Tecidos para calçados 

Tecidos usados na fabricação de calçados, incluindo tênis, sapatos casuais e botas. 

Leia mais: Conheça os processos e a inovação por trás da produção de tecidos 

Em quais setores a indústria têxtil atua? 

A indústria têxtil atua em diversos setores, fornecendo materiais para várias necessidades.  

Um dos principais é o setor de vestuário, onde fabrica roupas de todos os tipos, desde camisetas simples até ternos sofisticados.  

Além disso, está presente no setor de têxteis para o lar, produzindo itens como lençóis, toalhas e cortinas.

História da indústria têxtil em ordem cronológica 

História da indústria têxtil em ordem cronológica 

A história da indústria têxtil é marcada por diversos marcos importantes. Saiba quais são os principais:  

Revolução têxtil 

A revolução têxtil começou na Grã-Bretanha com o desenvolvimento de máquinas têxteis, como o tear mecânico de Edmund Cartwright e a máquina a vapor de James Watt. 

Essas inovações permitiram uma produção mais rápida e eficiente de tecidos, substituindo gradualmente a produção manual em pequena escala. 

Produção em larga escala 

Durante o século XIX, a indústria têxtil expandiu-se rapidamente, especialmente na Europa e nos Estados Unidos. 

As fábricas têxteis passaram a adotar sistemas de produção em massa, aumentando a eficiência e reduzindo os custos de produção. 

Avanços tecnológicos 

No século XX, ocorreram avanços significativos na tecnologia têxtil, incluindo a introdução de novos materiais e processos de fabricação. 

A criação de fibras sintéticas, como o nylon e o poliéster, revolucionou a indústria, oferecendo novas possibilidades de design e desempenho. 

A automação também desempenhou um papel importante, com máquinas mais avançadas e sistemas de controle de qualidade. 

Indústria 4.0 

A chegada da Indústria 4.0 trouxe uma nova era de digitalização e conectividade para a indústria têxtil. 

Tecnologias como Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial (IA) e Big Data são aplicadas para otimizar processos de produção, monitorar a qualidade e personalizar produtos. 

A manufatura aditiva, como a impressão 3D de têxteis, também está emergindo como uma área de inovação na indústria. 

A sustentabilidade tornou-se uma preocupação central, levando a esforços para desenvolver processos de produção mais eco-friendly e materiais recicláveis. 

Principais etapas da indústria têxtil 

As principais etapas da indústria têxtil são fundamentais para a produção de tecidos e produtos.  

Entenda melhor cada uma delas:  

Fiação 

A primeira etapa é a fiação, onde as fibras naturais, como algodão, lã ou seda, ou fibras sintéticas, como poliéster ou nylon, são transformadas em fios.  

Isso é geralmente feito através de processos de cardação e fiagem, onde as fibras são limpas, alinhadas e torcidas em fios. 

Tecelagem 

Na etapa de tecelagem, os fios produzidos na etapa de fiação são entrelaçados para formar o tecido.  

Feito em um tear, onde os fios longitudinais (chamados de urdidura) são esticados e os fios transversais (chamados de trama) são inseridos através de movimentos de lançadeira ou outras técnicas. 

Acabamento 

Após a tecelagem, o tecido passa pelo processo de acabamento, que inclui uma série de tratamentos para melhorar suas propriedades físicas, estéticas e funcionais.  

Pode envolver processos como lavagem, tingimento, estampagem, acabamento impermeável, entre outros, dependendo do tipo de tecido e do uso final pretendido. 

Confecção 

Na etapa de confecção, o tecido acabado é cortado e costurado para criar produtos, como roupas, acessórios ou produtos para o lar.  

Feito manualmente ou por processos automatizados, dependendo da escala e da complexidade da produção. 

Matérias-primas mais usadas na indústria têxtil  

Matérias-primas mais usadas na indústria têxtil

Conheça as principais matérias-primas utilizadas na indústria têxtil, a seguir:  

Algodão 

Com ótimas possibilidades de cultivo em quase todos os continentes, essa fibra de origem vegetal é uma planta de cultura delicada e necessita grandes quantidades de pesticidas para o combate e proteção contra pragas e outros predadores. 

A indústria nacional conta com uma grande variedade de algodões, o que possibilidade uma maior diversidade para as confecções. 

Lã 

Conhecida como uma das fibras naturais mais usadas na história, a lã tem seus primeiros indícios de surgimento na idade da Pedra, na Turquia.  

Onde, naquela época, homens usavam os pelos de carneiros como proteção contra o frio e o ambiente. 

Nos Andes, já na época pré-colombiana, os ameríndios teciam lã de Vicunha (uma típica espécie de lhama andina), por ser ao mesmo tempo, uma fibra mais fina e resistente à água, já que possui características hidroscópicas. 

Ao mesmo tempo, a lã possui isolamento térmico tanto para o frio quanto para o calor.  

Além de sua agradável maciez, possui propriedades que protegem dos raios UV e propriedades antialérgicas e terapêuticas, sendo suas qualidades de matéria-prima natural sustentáveis. 

Linho 

Os registros históricos datam o surgimento do linho a aproximadamente 8.000 a.C. Muito encontrado na cultura e história do Egito, onde seu cultivo tem registros de 2.500 a.C., as roupas feitas de linhos eram usadas pela nobreza como símbolo de poder, riqueza e exclusividade. 

Por sua boa adaptabilidade com temperaturas mais frias, grande parte da produção mundial de linho é feita em países europeus como: Polônia, Bélgica e Países Baixos. 

Dos três tipos mais comuns de linho, o ideal para a obtenção de fibras têxteis é o linho de cruzamento, resultado do rendimento de fibras e óleos extraídos da semente da planta. 

Liocel 

É uma fibra sintética obtida a partir da extração da celulose de árvores cultivadas exclusivamente para tais fins. 

Durante sua produção, utiliza-se um tipo de solvente pouco tóxico, parecido com álcool etílico comum, mas que é totalmente reciclado após o processo produtivo, diz-se que até um 99,5% desse processo é reaproveitado! 

Desta foram, o Liocel, enquanto uma das matérias-primas químicas, mesmo assim, considerada uma fibra altamente ecológica e biodegradável.  

Já que seu processo produtivo emite pouquíssimos poluentes, e utiliza-se de menos corantes e água em seu tingimento.  

Suas propriedades são: maior resistência, presença de brilho, excelente caimento e volume, já que torna o tecido mais leve e que não amarrota fácil! 

Poliéster 

As fibras de poliéster são geralmente mais resistentes à água, sendo um tecido com alta durabilidade, porém muito duro, devido à adição de substâncias químicas, o que acaba tornando-o um tecido que não oferece muita “respiração”. 

Sua obtenção feita através da extração de partículas de petróleo bruto ou de gás, sendo usado também para a fabricação de outros elementos que não apenas roupas, como objetos plásticos, acessórios e peças diversas para diferentes nichos da indústria mundial. 

Seda 

Obtida a partir da fibra natural do casulo de um bichinho chamado “bicho-da-seda”,  considerada a fibra mais resistente, sendo ao mesmo tempo, macia e longa. 

A seda possui alto poder de absorção, proporcionando uma experiência de uso agradável mesmo em altas temperaturas. 

Seu alto valor faz com que apenas grandes confecções possam trabalhar com mais facilidade na cadeia têxtil.  

Viscose 

Na história da moda, os primeiros registros da produção têxtil deste tecido pelas manufaturas da fábrica inglesa Courtlaud’s são a partir de 1905. 

A viscose é um tecido conhecido como rayon, resultado da extração de fibras de celulose que vêm do miolo de algumas árvores, sendo convertidas em finos fios de tecidos. 

E mesmo sendo um tecido sintético, a sua origem é totalmente natural e feita a partir dos restos de madeiras pouco resinadas ou do línter da semente do algodão. 

Leia mais: Principais tipos de tecido para usar na sua confecção de moda 

Melhores equipamentos para a indústria têxtil

Melhores equipamentos para a indústria têxtil

Na indústria têxtil, vários equipamentos desempenham um papel crucial no processo de produção, garantindo eficiência e qualidade.  

Conheça alguns dos melhores equipamentos utilizados: 

Digitalizador de moldes 

Permite digitalizar moldes de padrões existentes, convertendo-os em arquivos digitais que podem ser manipulados e editados em software de design.  

Isso facilita a reprodução e a personalização de padrões, bem como o compartilhamento de informações entre diferentes sistemas. 

Plotter 

Utilizado para imprimir moldes em papel ou em materiais especiais para cortar tecidos. Esses moldes impressos ajudam a orientar o processo de corte de forma precisa e eficiente. 

Mesa de corte 

Essencial para cortar tecidos de forma precisa e eficiente, garantindo que as peças tenham as dimensões corretas e contribuindo para minimizar o desperdício de material. 

Enfestadeira 

Utilizada para desenrolar e alinhar o tecido em camadas sobrepostas (enfesto), preparando-o para o corte. Isso facilita o manuseio e a precisão durante o processo de corte. 

Mesa de enfesto 

Proporciona uma superfície plana para realizar o enfesto do tecido de forma adequada, garantindo que as camadas estejam uniformemente alinhadas e prontas para o corte. 

Como a tecnologia impacta a indústria têxtil? 

A tecnologia está mudando a indústria têxtil de várias maneiras. Essas máquinas não apenas aceleram o processo, mas também tornam os produtos mais precisos e consistentes.  

Além disso, a tecnologia nos ajuda a criar novos tipos de tecidos, alguns dos quais podem ser mais fortes, mais leves ou até mesmo autolimpantes. Isso significa que as roupas que usamos podem ser mais duráveis e confortáveis. 

A tecnologia também está tornando a indústria têxtil mais amiga do meio ambiente. 

Desenvolvendo processos de produção que consomem menos água e energia, e estamos encontrando maneiras de reciclar materiais usados para criar tecidos. Isso é importante porque ajuda a reduzir o impacto ambiental da indústria têxtil. 

Por fim, a tecnologia está mudando a maneira como compramos roupas. Agora, podemos comprar online de qualquer lugar e a qualquer momento.  

Além disso, as redes sociais e a realidade aumentada estão sendo usadas para tornar a experiência de compra mais interativa e envolvente.  

Leia mais: Saiba como a moda futurista vem revolucionando o setor com a tecnologia 

Esteja no comando do futuro da moda com Audaces 

Audaces360

Para quem busca um diferencial no mercado da moda, ter tecnologias neste momento é crucial.  

Conheça mais sobre a multissolução Audaces360 e a Sala de Corte Audaces:  

Audaces360 

O Audaces360 é uma solução abrangente que visa maximizar a eficiência e a criatividade na indústria da moda.  

Para otimizar talento criativo e recursos, o Audaces360 oferece uma plataforma completa para empresas que enfrentam o desafio de equilibrar o design assertivo com a rentabilidade na produção. 

Sala de Corte Audaces 

A Sala de Corte Audaces é uma manifestação do compromisso da empresa com a integração, eficiência e produtividade na indústria têxtil. 

Desenvolvida com base na colaboração próxima com os clientes e na compreensão das necessidades diárias de produção, essa sala de corte automatizada é um exemplo claro de como a inovação pode ser orientada pela experiência prática. 

Ao estar presente em todo o ciclo produtivo, desde a concepção até a execução, a Audaces consegue reunir informações valiosas e aprimorar continuamente seus sistemas. 

Ao escolher a Audaces como parceira tecnológica, os clientes têm acesso a uma equipe de especialistas dedicados que os ajudam a tomar as decisões certas e a alcançar seus objetivos de negócios.  

Com um foco claro na sustentabilidade dos negócios de seus clientes, a Audaces se compromete a oferecer soluções que impulsionem a eficiência, a produtividade e o sucesso a longo prazo. 

Comece hoje mesmo a ter uma confecção de moda mais produtiva com Audaces! Baixe gratuitamente:

FAQ

Como a tecnologia impacta a indústria têxtil?

A tecnologia não apenas aceleram o processo, mas também tornam os produtos mais precisos e consistentes.  

Em quais setores a indústria têxtil atua?

Um dos principais é o setor de vestuário, onde fabrica roupas de todos os tipos, desde camisetas simples até ternos sofisticados.

Quais as principais etapas da indústria têxtil?

Fiação, tecelagem, acabamento e confecção.

sobre o autor
Audaces
A Audaces é referência mundial no desenvolvimento de soluções inovadoras para o setor da moda, integrando processos, pessoas e tecnologia.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscando por algo?
Pesquisar

Mais Recentes

Tire suas dúvidas e saiba como ter a sua confecção de moda própria

6 cursos de modelagem que vão ajudar a melhorar seu desempenho

Confira a tabela de composição dos tecidos e conheça os mais utilizados

Conheça a multissolução Audaces360 e otimize a sua produção desde já!

Entenda o cenário atual e como se manter competitivo no mercado da moda

Artigos relacionados