Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

19/08/2014

Os detalhes que fazem a diferença – Parte 1

Por Julia Picoli
Docente no curso de Moda da Feevale e consultora de produto de Moda

Pregas, recortes, detalhes, franzidos e drapeados podem ser muito úteis na construção de novos modelos. Podemos usar essas técnicas e criar produtos mais interessantes. Neste post vou apresentar algumas possibilidades.

Prega dupla: A prega dupla tem um visual muito interessante, podendo ser usada em várias peças e criando modelos muito diferentes. Por ser dupla, a prega leva o dobro de tecido, conferindo um ar de plissado na região da prega. Neste exemplo podemos ver os detalhes da prega. Pode ser usada apenas uma (detalhe) na peça ou várias, dependendo do efeito desejado na peça. Podemos variar com cores também. Esta prega fica mais interessante em tecidos estruturados.

 

 

 

 

Fonte: Giannangeli, 2013.

 

Franzido fantasia: É uma espécie de rugas profundas, costuradas a mão no avesso do tecido de forma irregular, formando um efeito irregular e enrugado. Com esse efeito, podemos fazer detalhes em diversas áreas na peça, numa parte ou na peça inteira. Por conferir volume na peça, podemos brincar com o visual deste franzido. No exemplo vemos que o franzido é feito com um tecido mais leve, o que confere um visual mais interessante. Na ilustração temos uma saia inteira com a técnica.

 

 

 

 

 

Fonte: Giannangeli, 2013.

 

Volante espiral: O volante espiral é super fácil de ser feito e cria um visual muito interessante. Ele fica uma cascata ou ondas, dependendo da maneira como se costura nas peças. O volante pode ser feito com tecidos mais leves ou mais estruturados, dependendo o efeito que buscamos. No exemplo percebemos o volante costura de maneira vertical e na ilustração de maneira horizontal, isso permite um visual diferente com a mesma técnica.

 

 

 

 

 

Fonte: Giannangeli, 2013.

 

Favo de abelha: Favo de abelha é um tipo de plissado vertical que forma uma textura muito interessante. São pontos invisíveis que criam elevações e que podem ser feitos regular ou irregularmente. No exemplo conseguimos perceber essa técnica e a sua regularidade. Na ilustração temos uma blusa com a parte da frente utilizando essa técnica, que pode ser aplicada em diversas partes da peça. Pode ser aplicada em diferentes tecidos, mais estruturados e mais leves.

 

 

 

 

 

Fonte: Giannangeli, 2013.

 

Gostaram? Eu acho essas técnicas muito bacanas para criar novos produtos, experimentar, ousar, errar e acertar. E, principalmente, estimular a nossa criatividade! No próximo post mostrarei mais algumas técnicas para aguçar a criatividade de vocês.

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

produto-de-moda-desenvolvimento-industria-4.0-audaces

24/11/2020

Como aperfeiçoar o produto de moda com tecnologias da Indústria 4.0

Escrito por Audaces

indústria têxtil

24/11/2020

Indústria têxtil: matérias-primas podem ser naturais e químicas?

Escrito por Audaces

Listras de tinta com cores do círculo cromático

16/11/2020

O que é círculo cromático e como combinar cores na moda

Escrito por Audaces