Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa
Profissional da Indústria 4.0 usando tablet para verificar e controlar a máquina de braços robóticos

10/02/2021

O que é Indústria 4.0 e como ela vai revolucionar sua confecção

Já parou para pensar que as tecnologias mais básicas que fazem parte do nosso dia a dia vieram de grandes revoluções científicas e tecnológicas? Dos maquinários nas fábricas ao computador ou smartphone pelo qual você lê esse blogpost. Tudo isso só foi possível com grandes descobertas e invenções, que por sua vez mudaram para sempre a formação da sociedade e seu cotidiano. E apesar de falarmos muito mais das três primeiras revoluções industriais, não paramos de evoluir! Por isso, hoje você vai descobrir o que é Indústria 4.0 e por que a indústria — e o mundo que conhecemos — está vivendo uma revolução industrial pela quarta vez. 

O que é e quais foram as revoluções industriais

Revoluções industriais são transições movidas pelo desenvolvimento de novas tecnologias. que transformam processos produtivos e aspectos socioeconômicos, impactando o cotidiano das pessoas e o modo de vida das sociedades. 

Para entendermos as mudanças na indústria que o mundo tem visto desde o século 18, é importante saber o que caracteriza uma revolução industrial. Primeiramente, nem toda descoberta ou invenção é capaz de, sozinha, transformar a indústria e ser considerada uma revolução. O segundo aspecto sobre este fenômeno é que as revoluções de fato não aconteceram de uma hora para outra, nem foram imediatas ou repentinas.

Mulheres trabalhando em máquinas têxteis da Primeira Revolução Industrial

Primeira Revolução Industrial 

Considerada o marco inicial da indústria, com o surgimento de máquinas à vapor e à água. A Europa dos anos 1760 até 1850, a partir da pioneira Inglaterra, presenciou boa parte dos trabalhos de manufatura serem substituídos por maquinários, principalmente no setor têxtil. Foi a revolução de profundas mudanças nos modos de produção, nas forças e relações de trabalho e na organização da sociedade como um todo. 

Homens trabalhando com tecidos cortados em fábrica têxtil do período da Segunda Revolução Industrial

Segunda Revolução Industrial 

Conhecida também como Revolução Tecnológica, a Segunda Revolução Industrial teve um intenso desenvolvimento tecnológico e por avanços científicos, principalmente na medicina. Teve seu início por volta da segunda metade do século 19, perdurando até o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. As ferrovias, a energia elétrica e o petróleo como fonte de energia foram impulsos importantes para esta segunda revolução, ainda mais grandiosa que sua antecessora. O telégrafo também teve participação importante, mudando a forma de comunicação ainda no século 19, o que continuaria a ocorrer nas décadas seguintes. 

Homem trabalhando com um supercomputador conectando cabos de servidor e verificando dados no laptop

Terceira Revolução Industrial 

A chamada Revolução Tecnocientífica Informacional foi um marco não só para o desenvolvimento nos setores da indústria, mas na Ciência e nas Comunicações. 

Teve seu início por volta da década de 1950 e, ao longo dos anos, vimos o surgimento do primeiro computador, sua evolução para computadores domésticos, o nascimento da internet, as primeiras linguagens de programação e outras revoluções para as telecomunicações e o mundo digital que conhecemos hoje.

O que é Indústria 4.0 ou a Quarta Revolução Industrial 

A Indústria 4.0, ou a Quarta Revolução Industrial, é uma nova etapa do desenvolvimento da indústria impulsionada por tecnologias disruptivas que convergem entre si e unem os mundos físicos, biológicos e digitais. O intuito dessa fusão é automatizar e tornar processos produtivos cada vez mais otimizados, inteligentes, conectados e digitais. Como resultado, a Indústria 4.0 será mais eficiente em diversos aspectos: qualidade, economia de gastos e recursos, segurança, erros e retrabalhos, transparência de dados, tomadas de decisões, entre outros. 

Após séculos de significativos avanços tecnológicos em diferentes setores, o mundo está entrando uma nova revolução, integrando Computação, Engenharias, Biologia, Robótica e outras áreas do conhecimento. As tecnologias oriundas dessas áreas do conhecimento estão moldando o futuro da indústria e dando o início à Quarta Revolução Industrial.

Klaus Schwab, economista alemão e fundados do Fórum Mundial de Economia, foi quem cunhou o termo Indústria 4.0. Muito além de uma nova fase do processo de industrialização, Schwab definiu esta nova era como uma mudança de paradigma, algo nunca antes visto e que irá mudar o mundo que conhecemos. E apesar de parecer uma realidade futurística, a Indústria 4.0 tende a se intensificar nos próximos cinco ou dez anos.

Tecnologias da Indústria 4.0 

Apesar de parecer roteiro de filme de ficção científica ou uma realidade muito distante, esse a fusão dos mundos físico, digital e biológico já acontece. Enquanto muitas das tecnologias que fundamentam a Indústria 4.0 estão em desenvolvimento avançado, ainda há muito o que descobrir e alguns desafios para sua implementação. Mesmo assim, temos pela frente um futuro disruptivo bastante palpável. Conheça algumas dessas tecnologias de base para a Indústria 4.0: 

Manufatura Aditiva 

O que ficou conhecido por Impressão 3D é uma das tecnologias chave para a Indústria 4.0. A manufatura aditiva permite construção de produtos a partir de modelos digitais. Seu uso é cada vez mais comum em diversos setores, como na área da Saúde, em próteses e materiais médicos, no setor automobilístico, na fabricação de bens de consumo, entre outros. 

Só para ilustrar algumas das vantagens dessa tecnologia, temos mais rapidez e menor custo na fabricação de peças, possibilidade de personalizações e criação de produtos complexos, além da economia de matéria-prima e energia são algumas delas. Como tamanha otimização na produção, fica claro por que a Manufatura Aditiva é uma das bases para a Indústria 4.0. 

Biologia Sintética 

É provável que esta seja a mais curiosa das tecnologias de base da Indústria 4.0. A Biologia Sintética, ou SynBio, trata-se da possibilidade de personalização e reprogramação de organismos vivos através da aplicação de conhecimentos em biologia, química, matemática, engenharia e ciências da computação. 

A partir da compreensão do funcionamento do organismo em comparação aos circuitos eletrônicos, é possível redesenhar ou modificar seu sistema biológico. Dessa forma, cria-se uma solução para alguma limitação ou um melhoramento do organismo vivo. E é aí que a Biologia Sintética passa a impulsionar a Indústria 4.0. Materiais biodegradáveis, biossintéticos e plantas mais resistentes sem o uso de agrotóxicos são algumas das maravilhas resultantes da SynBio. 

Inteligência Artificial 

A Inteligência Artificial (IA) é um conjunto de tecnologias da computação que busca simular a inteligência humana e sua capacidade de aprendizado, raciocínio, solução de problemas e tomadas de decisão. 

Um dos pilares da Indústria 4.0 é a coleta e análise de informações constantes para o aprimoramento do conhecimento e da capacidade de a Inteligência Artificial tomar decisões e resolver problemas por conta própria. Assim, quando aplicada à indústria e combinada com outras tecnologias, a IA proporciona: 

  • Relatórios e análises de dados e informações de forma rápida, em tempo real 
  • Processos automatizados e simplificados 
  • Condições favoráveis a tomada de decisão e criação de estratégias mais ágeis
  • Monitoramento de máquinas 
  • Identificação de problemas e impeditivos no andamento da produção 
  • Segurança e detecção de necessidade de manutenção 
  • Aumento da performance, em geral 

Internet das Coisas 

Não somos nós, humanos, os únicos conectados uns aos outros em redes sociais e aplicativos via internet. Afinal, esta tecnologia tão presente em nossas rotinas também é básica também para funcionalidades de diversos dispositivos que utilizam a chamada Internet das Coisas. 

A Internet das Coisas (IoT, sigla em inglês para Internet of Things) é o conceito de uma rede de dispositivos físicos conectados digitalmente e se comunicando entre si através da internet. Um dos objetivos principais da Internet das Coisas é facilitar o uso dos dispositivos e automatizar tarefas. Essa automatização vai desde a programação de tarefas para um determinado horário até a detecção de perigo ou problemas, no caso do uso da IoT para funções de segurança e monitoramento. 

Sistemas Ciber-físicos 

Por último, uma das bases mais importantes na Indústria 4.0, ao lado da I.A. e da IoT é o sistema ciber-físico, uma fusão do mundo físico, das máquinas, ao mundo digital, dos softwares. A partir de informações enviadas pelas máquinas aos softwares, é possível gerar dados que possibilitam a análise, o monitoramento e o controle do maquinário pela Inteligência Artificial. A Internet das Coisas, por sua vez, atua quando a leitura e a ação sobre os dados obtidos são realizadas por outra máquina conectada à esta rede de informações. 

Sala de corte Audaces desenvolvida a partir dos conceitos de sistemas ciber-físicos da Indústria 4.0

Benefícios da Indústria 4.0 

Apesar de exigir adaptação e preparo para sair da linearidade tradicional da indústria, além de maior investimento em tecnologias, essa transformação digital é capaz de retornar ótimos resultados, que se somam conforme as próprias tecnologias são aprimoradas. E mesmo parecendo distante para a maioria das pequenas e médias empresas, a Indústria 4.0 não é tangível apenas para as gigantes. Adaptar negócios para o futuro 4.0 pode ser feito de forma gradativa, mas é imprescindível que ocorra para se manter na competitividade do mercado. Os benefícios, por outro lado, são motivos de sobra para fazer parte dessa revolução digital.

Alguns dos ganhos com a implantação das tecnologias 4.0

  • ProdutividadeUm sistema interconectado resulta em maior produtividade, reduzindo erros, gargalos e fazendo muito mais em pouco tempo. 
  • Eficiência: A automatização torna tudo mais eficiente, aproveitando todo o tempo útil para produção, prevendo gargalos e agilizando tomadas de decisões.  
  • Redução de custos e desperdícios: Processos otimizados e inteligência utilizada para calcular o maior aproveitamento de matéria prima garante a redução ou mesmo o fim do desperdício. A detecção antecipada da necessidade de manutenção também ajuda a poupar dinheiro. 
  • Sustentabilidade e economia de energia: O impacto ambiental de uma indústria 4.0 no meio ambiente é, por natureza e princípios, muito menor. Da economia e melhor uso das fontes de energia ao controle de recursos e matéria-prima. 
  • Menos erros e retrabalhos: A redução de tarefas executada por pessoas também reduz a quantidade de erros humanos e retrabalhos na produção. 
  • Customização: As tecnologias 4.0 viabilizam e tornam mais baratas as customizações de produtos para clientes, sem grande impacto na produção. 
  • Transparência de informações: A coleta de dados é constante e disponibilizada tempo real, facilitando tomadas de decisão e o conhecimento sobre custos, desempenho, produtividade, entre outros. 
  • Segurança e prevenção de falhasSem dúvidas, fábricas 4.0 são mais seguras, por privar humanos de realizarem tarefas arriscadas. A prevenção de falhas e a detecção de necessidade de manutenção também são vantagens da inteligência de sistemas ciber-físicos. 

A Audaces leva sua confecção à Indústria 4.0

Todas as promessas e os benefícios das tecnologias da Indústria 4.0 estão ao alcance das confecções de moda. Protagonista da Primeira Revolução Industrial, a Indústria Têxtil tem um potencial enorme de crescimento com a transformação digital da quarta revolução.

Sala de corte 4.0

Dos softwares à sala de corte inteligente e automatizada, em uma completa fusão entre o digital e o físico. A Audaces está presente em todo o ciclo produtivo, da criação até a execução, sendo capaz de aperfeiçoar sistemas e gerar cada vez mais resultados positivos.

ebook sala de corte automatizada

Nem todas as confecções conhecem a potência que a automatização e a digitalização têm no crescimento dos negócios da indústria têxtil. Mas empresas que já mergulharam nessa transição para o futuro 4.0 já percebem resultados nunca antes alcançados com as tecnologias mais tradicionais.

Os benefícios de uma sala de corte automatizada são inúmeros, mas a garantia de maior produtividade e o rápido retorno financeiro de um sistema inteligente e integrado são alguns dos fatores decisivos para que uma confecção se torne ainda mais lucrativa e competitiva. E a Audaces está preparada para revolucionar a sua confecção. Conheça nossos equipamentos para sala de corte solicitando um contato com um de nossos consultores.

Audaces 360

Ferramenta de gerenciamento de coleções Audaces ISA

Audaces 360 é um conceito inovador de integração das etapas criativas e produtiva que garante o sucesso das coleções. Otimizando talento e etapas da produção, o resultado é maior produtividade, rentabilidade, gestão inteligente de recursos e muito mais lucro.

As ferramentas do Audaces 360 foram criadas tornar confecções digitais, mas de uma forma simples e intuitiva. Cada ferramenta é conectada na outra, compartilhando dados e informações em tempo real, automatizando etapas e otimizando tempo de produção.

Para saber mais sobre como todas essas tecnologias vão potencializar o crescimento da sua empresa, baixe gratuitamente nosso ebook especial e compreenda como a Audaces vai levar sua confecção para a Indústria 4.0.

Ebook Indústria 4.0: entenda por que a Indústria 4.0 está diretamente ligada ao crescimento da sua empresa

Fale com um consultor Audaces

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

Designers de moda analisando desenho técnico de moda

22/02/2021

O que é desenho técnico de moda e como fazer com perfeição

Escrito por Audaces

29 anos da Audaces

12/02/2021

29 anos de Audaces: do sonho à Indústria 4.0

Escrito por Audaces

Profissional da Indústria 4.0 usando tablet para verificar e controlar a máquina de braços robóticos

10/02/2021

O que é Indústria 4.0 e como ela vai revolucionar sua confecção

Escrito por Audaces