Audaces - We are the industry 4.0

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

20/08/2013

Haute Couture: do pós-guerra à atualidade

Durante a Segunda Guerra Mundial o racionamento, a penúria e o clima criado pela ocupação alemã levaram a costura a um acentuado declínio. Mas, os alemães compreenderam que a Haute Couture representava um capital – tanto no sentido simbólico como no econômico – e tentaram tirar de Paris a prerrogativa de sede da alta-costura. Também os americanos seguiram o mesmo raciocínio, e após a vitória, acreditaram ter suplantado a velha Europa e o prestígio de Paris. Por isso é da maior importância o talento francês de Christian Dior, surgido em 1947.

new-look, criado por Dior, marca a volta da mulher-mulher, depois de um período de inspiração militar. E a alta-costura vive seu melhor momento com o surgimento de novos nomes e uma infinidade de novas propostas criativas. Após os anos 1950 e o advento do prêt-a-porter, as mudanças de mentalidade e a redução do poder aquisitivo causaram um decréscimo no número de clientes.

Para ser chamado de uma casa de alta-costura, um negócio deve pertencer à Câmara Sindical de Alta-Costura em Paris, que é regulamentada pelo departamento da indústria do governo francês. Mesmo a contragosto, todo grande costureiro deve seguir algumas regras para pertencer à Câmara Sindical da Alta Costura Parisiense, criada em 1868: empregar mais de 19 pessoas; só executar modelos sob medida; apresentar à imprensa, duas vezes por ano, pelo menos 75 modelos diferentes; e preparar 45 apresentações particulares para a sua clientela.

 

Casas de Haute Couture precisam apresentar cerca de 150 modelos diferentes à imprensa por ano/ Reprodução

Atualmente, cerca de duas mil mulheres, em todo o mundo, continuam vestindo alta-costura, sendo que apenas 20% delas são clientes regulares e compram cerca de quatro modelos por estação. As casas de alta-costura geram mais de US $1 bilhão em vendas anuais e empregam perto de 5.000 pessoas, incluindo 2.200 costureiras. Os profissionais muitas vezes especializam-se em uma área, como penas, tecido, botões, sapatos etc. Mas antes da segunda guerra mundial, 35.000 pessoas trabalharam em casas de alta-costura e em 1959, cinco mil assalariados e três mil auxiliares de costura viviam deste trabalho.

A Chambre Syndicale de la Haute Couture é presidida por Didier Grumbach e a Haute Couture é um rótulo legalmente protegido e controlado que só pode ser usado por aquelas casas de moda que tenham conseguido a concessão. O grupo de empresas que utilizam o rótulo Haute Couture é revisto anualmente.

Atualmente esse clube é formado por cerca de 30 membros (couturier ou costureiro), sendo alguns considerados sócios permanentes (por estarem baseados na França), outros como sócios correspondentes (por terem o padrão equivalente, mas ter sua sede em outros países, reflexo da globalização de mercados), alguns são membros convidados (por ainda não terem solidez de mercado e notoriedade), além de algumas empresas de joias e acessórios com produtos a altura do requinte.

A lista oficial das maisons de alta-costura em 2012 estava composta por: MEMBROS PERMANENTES – Adeline André, Atelier Gustavolins, Chanel, Christian Dior, Christophe Josse, Franck Sorbier, Giambattista Valli, Givenchy, Jean Paul Gaultier, Maurizio Galante e Stéphane Rolland.

MEMBROS CORRESPONDENTES – Versace (com a linha Versace Atelier, Itália), Elie Saab (Líbano), Giorgio Armani (com a linha Armani Privé, Itália), Maison Martin Margiela (Bélgica) e Valentino (Itália).

MEMBROS CONVIDADOS – Alexandre Vauthier (desde janeiro de 2011), Alexis Mabille, (desde julho de 2007), Bouchra Jarrar (desde 2010), Iris Van Herpen (desde julho de 2011), Julien Fournié (desde janeiro de 2011), Maison Rabih Kayrouz (desde julho de 2008) e Yiqing Yin (desde janeiro de 2012).

JOALHERIA – Boucheron, Chanel Joaillerie, Chaumet, Dior Joaillerie e Van Cleef & Arpels.

ACCESSÓRIOS – On Aura Tout Vu, maison de accessórios (joias) e costura, de Yassen Samouilov e Livia Stoianova, que desfila durante a Semana da Alta-Costura em Paris como membro convidado desde julho de 2004.

O preço médio de um vestido é 10 mil dólares, vendido exclusivamente na maison, sob encomenda. Feita a partir do zero para cada cliente, a roupa de alta costura, normalmente, requer pelo menos três provas e geralmente leva de 100 a 400 horas para fazer um vestido. Os preços variam de US $26.000 para mais de 100 mil dólares, um terno sob medida tem preços a partir de US $16.000, e a média de um vestido de noite é cerca de US $60.000.

Por Maria Alice Rocha
Doutora (PhD) em Design de Moda

Para saber mais:
Visite http://modeaparis.com/en
Ou consulte
1. DURAND, José Carlos. Moda, luxo e economia. São Paulo: Babel Cultural. 1988. 135p.
1. LIPOVETSKY, Gilles. O império do efêmero: a moda e seu destino nas sociedades modernas. São Paulo: Companhia das Letras. 1989. 294p.
1. O’HARA, Georgina. Enciclopédia da moda. São Paulo: Companhia das Letras, 1992. 299p.
1. VINCENT-RICARD, Françoise. As espirais da moda. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 1989. 249p.
 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Você também pode gostar de ler:

febratex 2022

07/06/2022

Audaces na Febratex 2022: como a tecnologia 4.0 vai estar presente na moda do futuro?

Escrito por Audaces

o que é cloud computing

27/05/2022

Cloud computing: o que é e como suas tecnologias auxiliam na confecção

Escrito por Audaces

just in time o que é

13/05/2022

Just in time: o que é, como funciona e como é aplicado na Indústria

Escrito por Audaces

saas o que é e como funciona

11/05/2022

SaaS: saiba como funciona o software como serviço

Escrito por Audaces

mulher ensinando o funcionamento do Audaces Supera

06/04/2022

Audaces Supera: gerenciando o processo de encaixe e eliminando desperdícios

Escrito por Audaces

empreendedora de moda com ateliê ao fundo

01/04/2022

Empreendedorismo feminino: como atuam as mulheres no fortalecimento do setor industrial?

Escrito por Audaces

vista panorâmica de grande indústria

30/03/2022

Saiba como a tecnologia tem sido aplicada no setor industrial

Escrito por Audaces

24/03/2022

Tecido crepe: conheça mais sobre ele e suas aplicações

Escrito por Audaces

Os 12 estilos de moda: caiba qual é o seu

22/03/2022

Os 7 estilos de moda universal e suas características

Escrito por Audaces

Mulher ao computador controlando operação fabril

17/03/2022

Lean manufacturing: conheça os princípios da manufatura enxuta

Escrito por Audaces

esteira de produção em uma indústria

15/03/2022

A automatização industrial no contexto das confecções 4.0 – conheça os benefícios

Escrito por Audaces

modelo em passarela

10/03/2022

Como produzir um editorial de moda – guia completo Audaces

Escrito por Audaces

robô simulando pose humana com quadro de fórmulas ao fundo

08/03/2022

O que é Machine Learning e como ele atua na Indústria 4.0

Escrito por Audaces

Audaces 30 years

03/03/2022

30 anos de Audaces: entrevista com os fundadores Claudio Grando e Ricardo Cunha

Escrito por Audaces

rolos de tecido coloridos

24/02/2022

Fibras têxteis: tudo o que você precisa saber sobre o assunto – manual Audaces

Escrito por Audaces

rosto de estátua grega com fundo preto

22/02/2022

O que é Belo? Conheça seu conceito para a arte e o mundo da moda

Escrito por Audaces

04/02/2022

O que é e qual a importância de um PCP na confecção de Moda?

Escrito por Audaces

Transformação digital

01/02/2022

Transformação digital: benefícios e impactos nas indústrias e confecções

Escrito por Audaces

roupas penduradas no cabide

31/01/2022

Tendências do ano de 2022 para o segmento têxtil

Escrito por Audaces

Mapeamento de processos

26/01/2022

A importância do mapeamento de processos para a confecção

Escrito por Audaces

Coleção de moda

26/01/2022

Saiba quais os processos envolvidos na criação de uma coleção de moda

Escrito por Audaces

Gestão do tempo

25/01/2022

Saiba como fazer uma boa gestão do tempo para alavancar resultados

Escrito por Audaces

laptop com ícones de aplicativos na tela

20/01/2022

A importância do BI para análise de dados e tomada de decisões

Escrito por Audaces

Indústria-4-0

17/01/2022

Indústria 4.0: tudo o que você precisa saber sobre o futuro da confecção

Escrito por Audaces

circuito azul e roxo

14/01/2022

O que é Big Data e como ele colabora para a Indústria 4.0

Escrito por Audaces

Inteligência Artificial

13/01/2022

IA e Moda: influência da Inteligência Artificial na Indústria Fashion

Escrito por Audaces

rolos de tecidos em fábrica têxtil

10/01/2022

5 tendências para o segmento têxtil e a indústria da moda

Escrito por Audaces

macchine taglio tessuti

07/12/2021

Sala de corte 4.0: a solução para a eficiência na etapa produtiva

Escrito por Audaces

robôs transportando estoque

12/11/2021

O que são e como funcionam as fábricas inteligentes

Escrito por Audaces

mulher tocando tela holográfica

05/11/2021

A importância do IoT para as Indústria e as Confecções 4.0

Escrito por Audaces

19/10/2021

Degradê Confecções: como a empresa cresceu 13% com as soluções Audaces

Escrito por Audaces

Chanel alta-costura outono 2018

13/07/2021

O que são as macrotendências e como elas influenciam o mundo da moda

Escrito por Audaces

sistema de transporte mais seguro e renderização 3D

28/06/2022

Manufatura avançada: saiba o que esperar do futuro da indústria 

Escrito por Audaces

Mulher escrevendo lista de inventário enquanto verifica o estoque na sala de armazenamento.

28/06/2022

Entenda o que é e como fazer o inventário de estoque da sua confecção

Escrito por Audaces