Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

18/06/2013

Função do designer de moda: você sabe qual é?

2 min

Em recente palestra para um curso de moda em João Pessoa, o estilista brasileiro Mário Queiroz fez observações importantes sobre o que se espera de um estudante e a qual a função do designer de moda.

O primeiro ponto abordado por ele foi a preocupação em explicar que hoje não existe mais a figura do estilista que tem inspirações divinas. O designer de moda, mais do que um estilista, é um profissional completo que leva em consideração as verdadeiras necessidades do consumidor ainda associando criatividade e preservando a identidade de sua marca.

A função do designer de moda, assim como qualquer outro estilista, é criar seus produtos a partir de requisitos projetuais, mesmo que com uma velocidade maior que em outras áreas do design. Mário ainda ressaltou que o conhecimento profundo é fundamental para os estudantes de moda.

 

O designer de moda cria peças criativas que atendam a necessidade do público-alvo/ Reprodução

Em um segundo momento, o palestrante criticou os blogs de moda sem conteúdo, alimentados apenas com looks do dia. Muitas vezes estes sites são alimentados por pessoas despreparadas para escrever e fazer uma crítica de moda coerente.

Para Mário, isso acontece por causa da falta de conhecimento teórico e técnico sobre o processo produtivo e criativo de moda. Segundo ele, “é impossível ser um profissional da moda e não ter um bom conhecimento sobre tecidos, modelagem e processo de criação”.

O Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia do MEC aponta a função do designer de moda: “O Tecnólogo em Design de Moda elabora e gerencia projetos para a indústria de confecção do vestuário, considerando fatores estéticos, simbólicos, ergonômicos e produtivos; A pesquisa de tendências de comportamento, cores, formas, texturas e acabamentos; o estilismo em moda; o desenvolvimento de produtos de moda, aplicando visão histórica, sociológica e prospectiva; a elaboração de portfólios e dossiês; a representação gráfica de suas criações; a elaboração de protótipos e modelos, além da análise de viabilidade técnica do projeto”.

Portanto, a reflexão sobre o nível de adequação dos cursos superiores e técnicos de moda do país se faz necessária. Como estão sendo preparados estes profissionais para o mercado, que está em constante transformação? Será que as questões relativas ao lado menos “glamouroso” estão sendo contempladas?

Por Gabriela Maroja
Professora e Coordenadora em Moda do Unipê/JP

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

robôs transportando estoque

12/11/2021

O que são e como funcionam as fábricas inteligentes

Escrito por Audaces

mulher tocando tela holográfica

05/11/2021

A importância do IoT para as Indústria e as Confecções 4.0

Escrito por Audaces

19/10/2021

Degradê Confecções: como a empresa cresceu 13% com as soluções Audaces

Escrito por Audaces

inteligência artificial na moda

09/06/2021

IA e Moda: influência da Inteligência Artificial na Indústria Fashion

Escrito por Audaces

PLM na confecção de moda

28/05/2021

PLM: o que é, benefícios e como aplicá-lo na Indústria da Moda

Escrito por Audaces

macchine taglio tessuti

07/12/2021

Sala de corte 4.0: a solução para a eficiência na etapa produtiva

Escrito por Audaces

rolos de tecidos em fábrica têxtil

19/11/2021

5 tendências para o segmento têxtil e a indústria da moda

Escrito por Audaces