Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

16/04/2014

Formas de construção dos tecidos usados no vestuário

Por Ana Luiza Olivete
Designer de Moda, Professora e Consultora Empresarial

As fibras ou fios têxteis, sejam naturais, artificiais ou sintéticos, podem ser configurados em forma de lâmina têxtil flexível. Há três maneiras de classificar os materiais têxteis laminares: não-tecido, malha e tecido plano.

Os não-tecidos são estrutura planas, flexíveis e porosas, constituídas de véu ou manta de fibras ou filamentos têxteis e estão direcionalmente orientados ou posicionados ao acaso, são construídos a partir de um processo mecânico de fricção (feltragem) ou por um processo químico de adesão (colagem) ou um processo térmico de coesão (fusionamento) ou de combinações destes (ABNT NBR-13370, 2002, p. 1).
 

Exemplo de na?o-tecido: na?o-tecido cardado ligado quimicamente/ Fonte: Site Edana

 

As formas de construção dos tecidos de malha estão caracterizadas pelo entrelaçamento de fios em diversas séries de laçadas (malhas), que se interpenetram e se apoiam lateral e verticalmente por meio de agulhas. O material se torna mais elástico, pois os pontos de ligação são móveis, e essas laçadas podem deslizar umas sobre as outras quando o tecido é tensionado. As laçadas podem se formar de duas maneiras, no sentido do comprimento, e é chamada de malha por urdume, ou no sentido da largura, chamada de malha por trama (SANCHES, 2006, p. 43).

 

 

 

 

 

Desenho de malha por urdume e malha por trama/ Fonte: VEBLEN, 2008

 

As formas de construção dos tecidos planos se caracterizam pelo entrelaçamento perpendicular de dois conjuntos de fios têxteis, a trama e o urdume. O urdume é composto por fios que, no sentido longitudinal, são presos ao tear e dão estrutura e comprimento aos tecidos; enquanto que os fios de trama, que dão a largura ao tecido, se entrelaçam a eles, na transversal, num ângulo de 90o (ABNT NBR 12546/TB 392, 1991, p. 1).

 

 

 

 

 

 

 

Tecido plano – base sarja 2×1/ Fonte: Troficolor Te?xteis, 2010

 

Os tecidos, segundo ADANUR (2001, p. 6), podem ser classificados de muitas maneiras, dentre elas:

– Classificação pelo tipo de construção: tela, sarja, cetim, etc.;
– Classificação por nomes comerciais: denim, percal, brim, etc.;
– Classificação pelo método de coloração: tinto por imersão, estampado, fio tinto, etc.;
– Classificação quanto ao uso final: vestuário, têxtil para o lar, tecidos para fins industriais, etc.

Para transformar os fios em tecidos são utilizados máquinas para tecer – são os chamados teares – as quais, com um conjunto de fios de urdume presos a elas, fazem a trama passarem de um lado para o outro, entrelaçando-os e os mantendo unidos apenas pela forma de entrelaçamento.

Em todos os tipos de estruturas têxteis as formas de construção dos tecidos, os acabamentos e a matéria-prima, em suas variações, definirão a ‘cara’ do material, então, nestas características está fundamentado o design têxtil.

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

produto-de-moda-desenvolvimento-industria-4.0-audaces

24/11/2020

Como aperfeiçoar o produto de moda com tecnologias da Indústria 4.0

Escrito por Audaces

indústria têxtil

24/11/2020

Indústria têxtil: matérias-primas podem ser naturais e químicas?

Escrito por Audaces

Listras de tinta com cores do círculo cromático

16/11/2020

O que é círculo cromático e como combinar cores na moda

Escrito por Audaces