Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

12/12/2019

7 dicas para acertar no desenho técnico de moda e ter sucesso

Entre as etapas fundamentais nos projetos de desenvolvimento de vestuário está a elaboração do desenho técnico de moda. Esse recurso tão importante nada mais é do que uma representação planificada (bidimensional) da roupa que se planeja produzir, contendo todo o detalhamento técnico para sua execução, tais como aviamentos, tecido, medidas, estampas, costura, acabamentos e demais fatores pertinentes à confecção da nova peça. 

A partir desse conjunto inicial de informações é que se estabelece uma comunicação eficiente entre estilistas e modelistas, além de diretrizes para a fabricação da peça-piloto em um modelo tradicional de produção. Com um bom desenho técnico também é possível antecipar custos de produção e prever a viabilidade comercial das roupas antes da fabricação em larga escala. Tais informações asseguram decisões quanto à aprovação, descarte ou ajuste das coleções, além de subsidiar o planejamento estratégico da empresa em temporadas de lançamento. Você sabia que tanto o desenho técnico quanto as etapas anteriores e posteriores a ele podem ser facilitados com o uso da tecnologia? Veja como.

Como executar um bom desenho técnico de moda

Mais do que uma simples representação gráfica, o desenho técnico de moda é um elemento crucial no ciclo produtivo e, se bem executado, assegura um processo ágil, sem desperdícios ou retrabalho e mais rentabilidade para o seu negócio. 

Mas como conceber corretamente esse desenho? Bem, embora cada empresa e estilista tenha um jeito próprio de fazê-lo, existem práticas e conhecimentos essenciais a qualquer negócio. Abaixo listamos 7 dicas para potencializar essa etapa na sua empresa. Confira: 

  1. Detalhamento de informações 

Desenho técnico de moda e ficha técnica são dois documentos que andam de mãos dadas e, em muitos casos, nascem simultaneamente. Isso não ocorre à toa, já que ambos concentram informações essenciais do produto de moda. 

Quanto mais detalhadas as informações contidas no desenho e na ficha técnica, melhor será a comunicação entre estilistas, modelistas e equipes de corte e costura. Nesse sentido, vale especificar no desenho técnico de moda a frente, as costas e a lateral das peças e enfatizar detalhes importantes, além de explicitar caimento, medidas e acabamentos. 

As instruções devem ser claras e de fácil interpretação para que a ideia inicial do designer se concretize com fidelidade ao final da linha de produção.  

  1. Conhecimento abrangente de processos

Mais do que representar visualmente as peças de roupa, o desenho técnico de moda contém informações que guiarão todos os procedimentos posteriores à sua criação. Por isso, o conhecimento, mesmo que geral, sobre tecidos, modelagem, costura e máquinas que fazem parte da etapa de produção contribui para que o desenho seja mais viável.

Ou seja, quando o profissional de moda — especialmente o estilista e o modelista — investe neste tipo de conhecimento, fica mais fácil fazer com que o desenho técnico seja mais facilmente realizável pelas equipes de desenvolvimento e produção sem a necessidade de inúmeros reajustes que atrasam o cronograma planejado.   

  1. Desenho técnico de moda e modelagem

Um estilista com conhecimento de modelagem está mais capacitado para fazer um desenho técnico minucioso e evitar retrabalho ou prejuízos de tempo e recursos na produção de vestimentas. 

Se acabamentos, acessórios, tecidos e medidas são especificados de maneira clara e objetiva, o modelista terá melhores condições de modelar as peças de acordo com os objetivos criativos e comerciais da empresa. 

Além de competências de desenho, uma compreensão maior da engenharia de modelagem permite que conceitos e tendências de moda saiam da abstração criativa e se concretizem em produtos bem-acabados.

  1. Anatomia, costura e tecido

Além de entender como funciona o processo de modelagem, o profissional encarregado de criar o desenho técnico pode executar um trabalho mais eficiente ao adquirir conhecimentos de anatomia humana, costura e tecido. 

Afinal, é essencial que uma vestimenta caia bem! E, para isso, é preciso estar atento às curvas e reentrâncias do corpo. Isso envolve também a escolha dos tecidos, que variam conforme a gramatura, a elasticidade e o sentido do fio. 

Com toda essa expertise em mãos, um estilista aumenta seu repertório criativo e tem melhores condições para conceber novas coleções e para fornecer as informações para um desenho técnico de moda eficiente e eficaz.

  1. Digitalização e automação

Embora muitas empresas ainda executem o desenho técnico de moda manualmente, o número de indústrias que estão aderindo às tecnologias digitais para a execução dessa etapa vem crescendo.

Essa tendência está em alta porque as tecnologias criadas com foco nas especificidades das empresas de moda proporcionam mais agilidade, segurança e precisão ao trabalho, além de permitir a integração de processos de criação, desenvolvimento e produção. 

Tudo isso gera condições para que o seu negócio tenha mais rentabilidade, reduza custos e desperdícios e melhore sua competitividade no mercado. A transição do manual para o digital é crucial se o objetivo do seu negócio é ganhar em qualidade e produtividade em larga escala.

  1. Opte por um sistema que ajude com o desenho técnico

Na esteira da dica anterior, uma boa solução CAD especializada em moda é essencial para otimizar o tempo no preparo do seu desenho técnico de moda. 

Com o sistema Audaces Idea, por exemplo, que faz parte da multissolução Audaces 360, você não precisa desenhar um manequim para cada produto; basta gerar um modelo automaticamente e fazer as edições dessa base conforme sua necessidade. 

Além disso, o sistema que criamos oferece manequins tridimensionais e proporcionais ao corpo humano, acervo de aviamentos (botões, laços, zíperes, cintos, etc.), opções para objetos espelhados e um banco de projetos que podem ser reutilizados para conceber novas coleções.

  1. Integração de processos

Conforme comentamos antes, o desenho técnico de moda é um guia para as demais etapas produtivas de uma confecção. Nesse sentido, a integração de processos permite não apenas que esse documento circule com facilidade entre as equipes, mas também que contenha informações relevantes para todo o ciclo produtivo da sua empresa. 

Por exemplo, ao utilizar o sistema Audaces Idea, que também faz parte da multissolução Audaces 360, o profissional de moda pode inserir qual tipo de costura deve ser executado na peça, o que facilitará a interpretação do modelo na fase da modelagem e, posteriormente, na produção da sala de corte e costura.  

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

Novembro Azul

30/11/2020

Novembro Azul: A cor da moda para os homens

Escrito por Audaces

produto-de-moda-desenvolvimento-industria-4.0-audaces

24/11/2020

Como aperfeiçoar o produto de moda com tecnologias da Indústria 4.0

Escrito por Audaces

indústria têxtil

24/11/2020

Indústria têxtil: matérias-primas podem ser naturais e químicas?

Escrito por Audaces