Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa

21/11/2014

E a moda hoje? Como podemos definir? – Parte 2

Por Julia Picoli
Docente no curso de Moda da Feevale e consultora de produto de Moda

 

 

Ainda sobre o surgimento da moda, neste post vamos entender mais suas características e funcionamento. Foi na segunda metade do século XIV que as roupas, tanto masculinas quanto femininas, adquiriram novas formas e surgiu algo que já podemos chamar de “moda”. As transformações relevantes na forma de vestir das sociedades podem ser consideradas sinalizadores para o surgimento da moda, que não pertence a todas as épocas nem a todas as civilizações, mas surgiu e consolidou-se no Ocidente. A roupa sempre foi o diferenciador social, uma espécie de retrato de uma comunidade ou classe e a roupa pode revelar o perfil de uma pessoa em particular e da sociedade em geral.

Com o desenvolvimento da moda, novas características surgiram, além da diferenciação de sexo, passou a se destacar a diferenciação de classes. Embora esta característica fosse comum na maioria das sociedades até o advento da moda, enquanto código de indumentária, foi em sociedades caracterizadas pela mobilidade vertical que a moda, enquanto tal, se tornou uma característica diferenciadora entre classes. Nas sociedades não aristocráticas as classes sociais mais elevadas viram no constante fluir da moda uma forma de manter a sua identificação em relação às classes sociais menos favorecidas.

A sazonalidade, isto é, a duração por um determinado período de tempo das propostas de moda, é outra característica marcante. Até ao século XX, a moda afirmava-se com lentidão e com igual lentidão era substituída. O processo de adaptação das roupas por parte da classe baixa era lento, pois as novidades não eram constantes, era um ciclo que refletia um processo contínuo, mas lento.

A moda surgia nas classes dominantes, a aristocracia, que era lançadora de novos trajes e ditava as próximas novidades em termos de vestuário. As outras classes, por sua vez, tentavam adaptar ao seu vestuário as novas características das classes altas para tentar assim adquirir mais status. Isto desencadeava um processo de contágio social no qual os estilos eram adotados por grupos de status sucessivamente inferiores.

Quando a moda chegava as classes mais baixas, a classe alta já havia adotado estilos novos, pois o anterior estava banalizado. Os grupos superiores buscam novas modas para assim manter a sua imagem, ou seja, “a moda difundia-se das classes altas para as mais baixas”.

Nesse post entendemos o surgimento da moda e suas peculiaridades, mas para responder as nossas perguntas iniciais – E a moda hoje? Como podemos definir? – precisamos entender mais ainda essa evolução. Não deixem de ler a continuação dessa história!

 

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

produto-de-moda-desenvolvimento-industria-4.0-audaces

24/11/2020

Como aperfeiçoar o produto de moda com tecnologias da Indústria 4.0

Escrito por Audaces

indústria têxtil

24/11/2020

Indústria têxtil: matérias-primas podem ser naturais e químicas?

Escrito por Audaces

Listras de tinta com cores do círculo cromático

16/11/2020

O que é círculo cromático e como combinar cores na moda

Escrito por Audaces