Audaces - Improve your design

Design de moda com foco em resultados para seu negócio

Ícone de Pesquisa
mulher tocando tela holográfica

05/11/2021

A importância do IoT para as Indústria e as Confecções 4.0

4 min

O IoT (internet of things) ou internet das coisas, em tradução, é um dos grandes conceitos da ciência da informação aplicados à Indústria 4.0 – ou Quarta Revolução – e diz respeito à maneira pela qual as “coisas” (máquinas, pessoas, softwares e tecnologias) podem estar conectadas e trocarem informações complexas.

Dessa forma, o IoT nas empresas seria nada mais que as aplicações desses conceitos no contexto industrial, incluindo as confecções e setores de moda.

Mas, afinal, como seria essa integração? Quais os desafios e vantagens? Quais os benefícios de se investir no IoT e na Indústria 4.0? Para responder a essas questões, o blog Audaces preparou um conteúdo completo sobre o assunto. Acompanhe:

Indústria 4.0 e IoT – o que você precisa saber

A fim de entendermos toda a complexidade da tecnologia proveniente da Indústria 4.0 e, consequentemente, da internet das coisas, precisamos entender os conceitos que envolvem esses dois assuntos.

A Indústria 4.0 é a nova forma de se pensar, organizar e produzir mercadorias, fruto da intersecção entre diversas áreas do conhecimento, como Engenharia, Biologia, Robótica e Química. Como resultado, temos um modelo produtivo extremamente tecnológico, focado na aplicação do que há de mais tecnológico para benefício da produção em massa.

Por ser multifacetada, o conceito de Indústria 4.0 está fortemente atrelado aos elementos dessas áreas do conhecimento, e é aí que entram o IoT e outros, como o Big Data, BI (business intelligence), machine learning e afins.

É possível perceber, dessa forma, que o principal objetivo dessa revolução é a integração de máquinas, funcionários e softwares. A tecnologia é o principal norte do 4.0, e, como tal, não poderia deixar de incluir o IoT.

A internet das coisas é um conceito baseado na conectividade entre dispositivos e sistemas capazes, por meio de sensores e outros dispositivos tecnológicos, de trocarem informações e funcionarem harmonicamente dentro da cadeia produtiva.

O que se busca, aqui, é a automação, outra palavra-chave da Indústria 4.0. Por meio da troca dessas informações, as máquinas e sistemas tornam-se mais independentes, ao ponto de diminuir significativamente a intervenção humana, quando não eliminando-a totalmente.

 O que a IoT traz de benefício ao para a indústria?

Como uma das tecnologias que buscam a automação, a internet das coisas é um conjunto de ferramentas muito vantajoso para as indústrias. Imagine ser capaz de aumentar a produção, diminuindo custos e riscos e aumentando a agilidade dos processos?

Com a IoT, isso torna-se realidade! Então, quando falamos de vantagens, podemos citar:

  • O aumento da produtividade geral, uma vez que o conjunto máquinas inteligentes + sensores trabalham de forma mais ágil e são capazes de produzir mais em menos tempo;
  • A diminuição de custos, já que o conjunto de sensores inteligentes e softwares integrados é capaz de, de forma autônoma, identificar os pontos falhos do processo, reduzindo o desperdício de insumos que, juntamente com o tempo de produção, são responsáveis por baratear os custos e aumentar a lucratividade;
  • A melhoria da eficiência operacional como um todo.

Essas não são as únicas vantagens do IoT nas empresas. A conexão que as máquinas são capazes de gerar, em conjunto com outras tecnologias da Indústria 4.0 inserem um universo de novas informações que passam a ser compartilhadas por todos, a todo momento e podem ser usadas estrategicamente para tomada de decisões mais efetivas e uma produção muito mais consciente e autônoma.

Como funciona a IoT na indústria avançada?

Como um conceito geral, a internet das coisas pode ser aplicada em qualquer campo em que ocorra o tratamento de informações e o uso de máquinas e equipamentos. Na Indústria, especificamente em sua versão 4.0, ela tem aplicações específicas, que você conhece a seguir:

  • Substituição de mão-de-obra em processos genéricos

O grande salto da Indústria 4.0 em relação ao modelo atual de produção é a capacidade de tornar eficiente processos que envolvem a interferência humana por meio da automação. Sendo assim, a primeira aplicação da IoT que citamos é justamente a substituição da mão-de-obra humana pela máquina em contextos em que ela deixa de ser necessária.

Isso não significa, naturalmente, que a ação humana é dispensável. Pelo contrário, ela passa a ser investida de forma mais eficiente, em processos específicos em que realmente é necessária, sendo as ações repetitivas ou genéricas restritas ao maquinário, o que economiza capital humano e maximiza a eficiência do processo.

Em uma sala de cortes automatizada, por exemplo, o maquinário, por meio da integração com softwares de modelagem e encaixe de moldes, por exemplo, é capaz de enfestar e cortar os tecidos de forma mais ágil e precisa, em substituição a formas mais obsoletas de se fazer o mesmo processo.

  • Acompanhar a produtividade das máquinas

Como dissemos, o grande foco da Indústria 4.0 e suas tecnologias é proporcionar a integração e o compartilhamento de informações, sejam elas dados de custos, informações sobre a produção, dados operacionais, estatísticas de funcionamento etc.

E, já que o uso de máquinas inteligentes também é um dos preceitos desse novo modelo industrial, é necessário que o seu funcionamento também seja monitorado de alguma forma e integre esse grande conjunto de informações que é o Big Data.

Nesse contexto, a IoT entra como peça-chave para a aquisição dessas informações. Por meio dela, tem-se o controle da produtividade, relatórios de funcionamento e quaisquer outros dados-chave para saber se elas precisam de manutenção, por exemplo, ou se produzem em quantidade suficiente.

Com esses dados em mãos, gestores podem redefinir suas estratégias, tomar decisões de forma mais assertiva e garantir o bom funcionamento da operação.

A IoT é uma pequena parte do grande universo 4.0, mas, como você pôde ver, já é responsável por uma série de avanços no campo industrial. Quer saber mais sobre a Indústria 4.0 e suas aplicações nas confecções? Acompanhe o blog Audaces e não perca nenhuma atualização!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Você também pode gostar de ler:

robôs transportando estoque

12/11/2021

O que são e como funcionam as fábricas inteligentes

Escrito por Audaces

mulher tocando tela holográfica

05/11/2021

A importância do IoT para as Indústria e as Confecções 4.0

Escrito por Audaces

19/10/2021

Degradê Confecções: como a empresa cresceu 13% com as soluções Audaces

Escrito por Audaces

inteligência artificial na moda

09/06/2021

IA e Moda: influência da Inteligência Artificial na Indústria Fashion

Escrito por Audaces

PLM na confecção de moda

28/05/2021

PLM: o que é, benefícios e como aplicá-lo na Indústria da Moda

Escrito por Audaces

macchine taglio tessuti

07/12/2021

Sala de corte 4.0: a solução para a eficiência na etapa produtiva

Escrito por Audaces

rolos de tecidos em fábrica têxtil

19/11/2021

5 tendências para o segmento têxtil e a indústria da moda

Escrito por Audaces